A visita do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, à 2ª edição da SC Expo Defense, nesta sexta-feira, dia 20, marcou o encerramento da feira de produtos e tecnologias de defesa, que a Federação das Indústrias (Fiesc) realizou nesta quinta e sexta-feira, dias 19 e 20, na Base Aérea de Florianópolis.

O presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, disse que a SC Expo Defense superou as expectativas e cumpriu o objetivo de aproximar ainda mais a indústria das Forças Armadas e gerar negócios para Santa Catarina.

"As empresas conheceram melhor as demandas militares e os representantes das Forças tiveram um contato mais próximo com a indústria e viram o potencial que temos para ampliar o fornecimento de produtos e de serviços para a defesa nacional. As Forças Armadas são um grande cliente. Compram alimentos, vestuário, equipamentos e tecnologias, por exemplo. É importante que nossas empresas estejam atentas às oportunidades", afirmou.

O vice-presidente da República disse que tem acompanhado a expansão da indústria de Santa Catarina que tem se desenvolvido acima da média do país e agora está também se voltando para atender a área de defesa. “Desde 1980 quando houve o conflito das Malvinas se compreendeu que não se pode ficar dependente dos insumos na área de defesa provenientes totalmente do exterior. Tem que ter a capacidade de produzir pelo menos de 50% a 60% das necessidades dentro do país”, afirmou.

A SC Expo Defense foi patrocinada por: Apex Brasil, Elanus, Flic, Intelbras, RedTech Security, Senai, Sesi, CNI, Quartzo, Fundação CITeB, Dígitro, Metisa, Senai-PR, EAB, B.Lotti, Bovenau, BoxTop, Bremer/Brevil, Certi, Clemar Engenharia, Contronics, Cravil, CSD, Datacabos, Desmodus, Fishing Company, Global Drones, GreyLogix Brasil, Olsen, Parks, Rafitec/Propex, Riosulense, Simmmers, Terä, UsiRota, Vlavi e VK Parafusos. Participou como co-realizador o SEBRAE. O evento teve ainda o apoio institucional da Abimaq, Abimde, ABNT, Prefeitura de Florianópolis, Simde, além do Ministério da Defesa.