As passagens aéreas para muitos destinos internacionais na América do Sul, Europa e Oriente Médio podem ser mais baratas em comparação com uma viagem doméstica no Brasil.

Em algumas situações, a diferença no preço do bilhete chega a ser de 65% menor, como é o caso do trecho entre São Paulo e Buenos Aires, na Argentina.

O dado é fruto de um levantamento exclusivo da agência de turismo virtual ViajaNet, que comparou os preços das passagens áreas para viagens domésticas e internacionais.

Como base de comparação, o estudo considerou o trecho nacional entre São Paulo (SP) e Fernando de Noronha (PE), que custa em média cerca de R$ 2,4 mil para embarque entre dezembro deste ano e janeiro de 2020, e comparou o preço dos bilhetes entre a capital paulista e diversos destinos no mundo.

De acordo com o estudo, o valor da passagem aérea para o trecho entre São Paulo e Montevideo, no Uruguai, é 45,50% mais barato do que se a viagem tivesse como destino o arquipélago pernambucano. Para Tel Aviv, em Israel, a diferença é de 24,45%.

Old Jaffa, em Tel Aviv, Israel | Foto Monique Renne

A diferença no valor do bilhete também é observada em destinos europeus. No caso de Milão, na Itália, o preço é 23,87% mais barato. Já para Londres, na Inglaterra, a diferença é de 18,54%.

Para o head of marketing do ViajaNet, Gustavo Mariotto, as facilidades de pagamento e as vastas ofertas do mercado de turismo têm estimulado muitos brasileiros a decidirem por uma viagem internacional.

“Fazer uma viagem internacional deixou de ser algo distante do brasileiro, já que atualmente há inúmeras facilidades e opções no mercado”, diz Mariotto.

Destinos internacionais mais baratos que nacionais (saindo de SP)

Foto Reprodução/ViajaNet

Fonte: Assessoria de imprensa

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger