Venda de veículos leves cai 8,7% em agosto diz Fenabrave

Foto: Agência Brasil/EBC

Por: Pedro Leal

04/09/2023 - 13:09 - Atualizada em: 04/09/2023 - 13:41

O emplacamentos de automóveis e comerciais no mês de agosto no Brasil atingiu a marca de 196.878 unidades, queda de 8,73% sobre julho, mas alta de 1,36% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os dados foram divulgados nessa segunda-feira (4) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De janeiro a agosto as vendas foram 10,9% maiores que no mesmo período de 2022.

As informações são da CNN.

A entidade explicou em nota que, apesar de os recursos das Medidas Provisórias 1.175/1.178 – que estimularam a comercialização de veículos sustentáveis no país – terem se esgotado em julho, muitos veículos foram emplacados apenas em agosto.

Mas, mesmo com o impulso das vendas, os emplacamentos de automóveis tiveram queda no mês.

Considerando todos os segmentos automotivos — que inclui também ônibus, caminhões e motocicletas — o mês de julho registrou 371.497 unidades emplacadas, uma alta de 1,17% sobre o mês anterior, e de 7,18% sobre agosto de 2022.

No acumulado do ano, a elevação chegou a quase 13,65%, totalizando mais de 2,6 milhões de veículos emplacados.

O presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Júnior afirmou que a Fenabrave segue avaliando “alguns projetos” que poderão ser propostos ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para incentivar as vendas de carros e comerciais leves.

Segundo ele, o objetivo é tornar os veículos “mais acessíveis ao consumidor de menor renda, por meio de uma possível redução de preços, maior oferta de crédito”, sem perda de arrecadação. Uma “valorização da descarbonização do setor” é citada, mas a entidade não pode dar mais detalhes de imediato.

A Fenabrave afirmou que está em fase de análise sobre os estudos e que não há um prazo para apresentação deles.