Em junho deste ano, o percentual de famílias brasileiras endividadas alcançou 64%. Trata-se do maior percentual desde julho de 2013, quando 65,2% das famílias estavam endividadas.

O endividamento tem origem algumas condições típicas do brasileiro como a falta de educação financeira e o desconhecimento da organização do orçamento doméstico.

Com as dívidas registradas em bancos de dados como o SPC ou Serasa, torna-se mais difícil conseguir crédito na praça, principalmente para fazer uso de cartões de crédito e solicitar empréstimos e financiamentos.

Porém, algumas administradoras possuem modalidades de cartões que são liberados sem a necessidade de consulta ao SPC/Serasa. Conheça agora algumas delas.

Banco Inter

O cartão sem consulta ao SPC e Serasa do Banco Inter é destinado a aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e militares das Forças Armadas.

Este tipo de cartão não faz consulta aos órgãos de restrição ao crédito, pois é descontado diretamente na folha de pagamento.

Saiba mais aqui.

Ibicard Fácil

O Ibicard Fácil tem uma proposta diferente. Ou seja, ele serve para ajudar os usuários a pouparem dinheiro e com isso ter crédito para compras e parcelamentos.

Portanto, o limite de crédito é definido pelo próprio cliente, que pode efetuar depósitos vinculados ao seu cartão. 90% do valor é o limite disponível para o usuário.

Saiba mais aqui.

Zencard

O cartão Zencard Mastercard é mais um dos cartões sem consulta ao SPC e Serasa. Ele é um cartão de crédito na modalidade pré-pago, e que pode você recarregá-lo e utilizar dentro do seu saldo disponível.

Saiba mais aqui.

BMG Mastercard

O BMG Mastercard é um cartão de crédito consignado. Ou seja, com isso as faturas são descontadas mensalmente na folha de pagamento dos seus clientes.

Por esse motivo, é possível ter uma infinidade de benefícios, como a isenção de anuidade, menores tarifas e taxas.

Entretanto, somente aposentados, pensionistas e funcionários públicos podem obter este cartão.

Saiba mais aqui.

Fonte: Seu Crédito Digital

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger