Mais uma empresa catarinense vai entrar para a Bolsa de Valores. Trata-se da provedora de internet Unifique, de Timbó. A decisão já está tomada e foi aprovada por unanimidade em assembleia de acionistas realizada na última quinta-feira (6). A ata do encontro foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (10).

O prospecto – documento com informações e planos da empresa ao mercado – para a abertura de capital deve ser protocolado em breve na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) - e com ele, devem ser conhecidos os detalhes da Initial Public Offering (IPO), a oferta pública inicial de ações.

A empresa tem investido fortemente em ampliar a oferta de internet banda larga, por meio de redes de fibra óptica.

Em 2019, a empresa chegou a anunciar investimentos de R$ 400 milhões. À época, o plano era atingir um milhão de residências até 2025. O plano ambicioso foi seguido por uma empreitada igualmente arrojada em 2020: junto com a MHNet, de Maravilha, a companhia lançou uma operadora de telefonia móvel virtual.

Além disso, foi eleita em 2019 e em 2020 a melhor operadora de banda larga fixa do Brasil em pesquisa de satisfação dos clientes feita pela Anatel. Hoje, ocupa a sétima posição no ranking nacional de assinantes de banda larga fixa, com cerca de 318 mil acessos registrados em março.