Oito empresas catarinenses - entre elas a transportadora Transmagna, fundada em Guaramirim e agora com sede em Joinville - foram multadas por não respeitarem o desbloqueio das rodovias federais nas últimas duas semanas, em meio à paralisação dos caminhoneiros.

As multas foram emitidas a pedido da Advocacia Geral da União (AGU) na última quinta-feira (31), e somam ao todo R$ 22 milhões.

Sujeita a duas multas de R$ 400 mil cada, a Transmagna é acusada de manter dois caminhões em um bloqueio na BR-116 em Embu das Artes (SP). A empresa deve recorrer das multas. Segundo a AGU, as empresas descumpriram o artigo do Código de Trânsito Brasileiro que proíbe o uso de veículo pra interromper a circulação.

Empresa se defende

Segundo o jurídico da empresa, os caminhões ficaram retidos pelos grevistas e não tinham como sair do bloqueio. A empresa ressalta que os caminhoneiros foram ameaçados e afirma que o levantamento da PRF e da AGU foi feito às pressas, sem levar em conta o contexto.

A empresa está levantando informações para comprovar ter sido vítima de coação na paralisação.  A empresa também destaca que parte das empresas multadas no país não são transportadoras - caso, por exemplo, do GAP - Grupo de Apoio Psiquiátrico, hospital psiquiátrico de Itajaí.

Durante a paralisação, a AGU conseguiu uma liminar para desbloquear as rodovias federais. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez então uma lista de veículos que estariam descumprindo a medida e apontou empresas catarinenses das regiões Norte, Vale do Itajaí, Sul, Meio-Oeste e Oeste.

As maiores multas foram para a Tombini & Cia, de Palmitos, multada em R$ 9,4 milhões e a Transportes Idamar, do município de Arroio Trinta, com multa de R$ 9,2 milhões.

Veja a lista das empresas multadas em SC

  • Itália Transportes Rodoviários Ltda, de Criciúma: duas multas, cada uma de R$ 400 mil;
  • CDC Cargas e Logística Ltda, de Itajaí: multa de R$ 400 mil;
  • Transmagna, de Joinville: duas multas de R$ 400 mil cada;
  • GAP Grupo de Apoio Psiquiátrico, de Itajaí: multa de R$ 400 mil;
  • Transportes Tremea, de Xaxim: multa de R$ 400 mil;
  • MGE Transportes, de Itajaí: multa de R$ 400 mil;
  • Transportes Idamar, de Arroio Trinta: multa de R$ 9,2 milhões;
  • Tombini & Cia, de Palmitos: multa de R$ 9,4 milhões.

Quer receber as notícias no WhatsApp?

Região de Jaraguá do Sul - Clique aqui

Região de Joinville - Clique aqui

Região de Florianópolis - Clique aqui