O Grupo de Trabalho Pró Empresa, que reúne diversos setores da Prefeitura de Jaraguá do Sul, conseguiu diminuir o tempo do processo de abertura de empresas no município. Em 2019 o tempo médio de abertura de empresas era de oito dias. Em 2020 o número diminuiu pela metade, quatro dias. Ano passado, o tempo médio caiu para dois dias e 22 horas. E, em agosto deste ano, o recorde histórico: um dia e três horas de tempo médio.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, e presidente do Grupo Pró Empresa Thiago Sarmanho, explica que o resultado só foi possível graças ao trabalho integrado de diversos setores responsáveis pelas avaliações no processo de abertura de uma empresa, como Planejamento e Urbanismo, Fazenda, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Fujama, Saúde, Educação e Agricultura. Todos usam uma mesma plataforma online - o Consórcio Ciga - para receber as solicitações de viabilidade e respondê-las ao futuro empreendedor, tornando o processo mais transparente e eficiente.

O gerente de Desenvolvimento Econômico e Inovação Daniel Peach detalha que o tempo médio atual de um dia e três horas se aplica para todos os tipos de empresa que consultam viabilidade, tanto autônomos, quanto MEIs, Eirelis, microempresas ou sociedades. “Para se ter uma ideia do quanto esse processo está rápido, em abril deste ano tínhamos 1.470 solicitações pendentes, aguardando a consulta de viabilidade. Agora, no início de setembro, temos somente sete solicitações”, aponta Peach.

Para Sarmanho, é preciso continuarmos desburocratizando nossos processos, porém, sem perder a qualidade e a precisão nas análises realizadas. Mas lança o desafio, para que o grupo consiga reduzir o Tempo Médio de Abertura de Empresas em Jaraguá do Sul, para menos de 24 horas nos próximos meses.