SESI dá início nesta sexta-feira (15) à vacinação contra a gripe na indústria

Foto: Divulgação

Por: Pedro Leal

15/03/2024 - 15:03 - Atualizada em: 15/03/2024 - 15:10

O SESI dá início nesta sexta-feira, dia 15, à vacinação dos trabalhadores da indústria contra a gripe. No total, serão aplicadas 260 mil doses nas versões trivalente, ou seja, com três tipos de cepas de vírus, e quadrivalente, que apresenta quatro tipos de cepas em combinação, protegendo contra os principais vírus em circulação no Brasil.

Acesse https://vacinasesi.com.br/ e faça a adesão da sua indústria informando a quantidade de doses.

Segundo a médica do SESI, Elisa Martinez, as cepas são atualizadas anualmente pela Organização Mundial da Saúde para considerar as mutações dos vírus. “A OMS analisa regularmente todos os subtipos do vírus da gripe que circulam com maior frequência, para melhorar a eficácia da imunização”, explica. Elisa lembra ainda que, além de proteger o indivíduo, a vacinação contribui para a imunidade coletiva, protegendo pessoas que não podem ser vacinadas.

Além da vacinação in company (a partir de 15 trabalhadores), o SESI possui mais de 20 unidades de atendimento no estado. As empresas de Santa Catarina podem adquirir doses tanto para seus colaboradores quanto para dependentes e terceiros durante o período da campanha. Indústrias associadas a sindicatos filiados à FIESC possuem preços diferenciados em relação às demais categorias.

As clínicas do SESI também estarão disponibilizando vacinas contra a gripe para a comunidade. Veja onde se vacinar.

Em Santa Catarina, mais de 2 milhões de doses foram aplicadas em 2023, o que representa uma cobertura vacinal de 67,4% do público-alvo (crianças, gestantes, mulheres que deram à luz recentemente, idosos, trabalhadores da saúde, professores e povos indígenas).

Vacina contra a dengue

O SESI também vai imunizar trabalhadores contra a dengue nas regiões mais críticas do estado. O esquema vacinal compreende a aplicação de duas doses por indivíduo em intervalo de 90 dias. O último boletim epidemiológico emitido pela Vigilância Sanitária do estado aponta 81,7 mil casos notificados de dengue e 20,2 mil focos da doença com maior incidência nas regiões Oeste, Norte, Planalto Norte e Vale do Itajaí.