Presente em 62 municípios catarinenses com mais de 1.150 quilômetros de gasodutos, a SCGÁS atinge em 2019 a metade dos seus 50 anos de concessão para o serviço de distribuição de gás natural em Santa Catarina.

Ao longo dos primeiros 25 anos de atuação, a empresa investiu R$ 1,2 bilhão em infraestrutura e distribuiu mais de 10,2 bilhões de m/³ de gás natural ao mercado catarinense.

O Estado é o segundo do país com o maior número de municípios atendidos e a distribuidora ocupa a segunda posição em número de consumidores industriais.

Atendendo apenas o mercado não térmico, a SCGÁS iniciou este ano com cerca de 13,5 mil clientes entre os mercados industrial, automotivo, comercial e residencial. Neste ano a empresa deve se aproximar da marca de 15 mil clientes.

O segmento de maior consumo, com volume médio superior a 80% do total distribuído, é o das indústrias: são mais de 280 atendidas pela companhia e que representam cerca de 60% do PIB industrial do Estado.

Seguimento automotivo

O segmento automotivo é o segundo maior consumidor: representa por volta de 17% do volume de distribuição de gás natural no Estado. Santa Catarina tem a terceira maior frota do país com mais de 100 mil veículos rodando com GNV e, com o aumento das vendas do combustível e das conversões para Kit GNV registrado no último ano, até o final de 2019 a estimativa é que o número cresça para aproximadamente 105 mil usuários.

Após a crise econômica de 2014, os anos de 2017 e 2018 foram de forte reação. A maior média mensal de vendas da Companhia foi registrada no ano passado, com crescimento de 4,33% em relação ao melhor período histórico, que aconteceu em 2013. E o primeiro semestre de 2019 já supera em 3,44% o mesmo período de 2018.

Atualmente a SCGÁS já opera dentro das duas principais realidades apontadas como meta pelo Governo Federal, que busca a abertura do setor.

Praticando desde 2015 a tarifa mais competitiva do país, neste ano chega a ultrapassar os 40% de vantagem tarifária frente a outros Estados da Federação nas principais faixas de consumo industriais.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger