Em Santa Catarina, o Indicador de Registros de Inadimplentes subiu 3,5% no primeiro semestre do ano de 2019, de acordo com os dados da Boa Vista e da Federação das Associações Empresariais de SC – Facisc.

Segundo o economista da Facisc, Leonardo Alonso Rodrigues, nos últimos cinco anos, esse é o maior valor obtido para o acumulado dos primeiros semestres de cada ano no estado.

Segundo a entidade, os indicadores de inadimplência e de recuperação de crédito ao consumidor vem registrando crescimento no estado de Santa Catarina.

No primeiro semestre de 2019, a inadimplência cresceu 3,5% e a recuperação de crédito 5,8%. Os dados foram lançados em reunião com a diretoria da Facisc, com a presença do economista da Boa Vista, Flávio Calife.

“Em compasso ao que ocorre no estado, as cidades catarinenses também acompanharam o movimento em menor ou maior proporção dependendo do município”, explica o economista.

Em relação a inadimplência, o resultado foi maior nas cidades de Blumenau (7,0%) e Joinville (6,2%), e apenas Lages (-0,7%) registrou queda neste primeiro semestre do ano.

Pelo lado da recuperação de crédito, o resultado foi maior nas cidades de Blumenau (16,0%), Joinville (15,1%) e Tubarão (14,9%). Apenas Caçador (3,9%) registrou crescimento abaixo do resultado estadual (5,8%) no período.

No contexto nacional, Santa Catarina obteve os maiores crescimentos tanto na inadimplência como na recuperação de crédito. “No primeiro semestre de 2019, o Indicador de Registros de Inadimplentes registrou queda de -2,8% no Brasil, sendo o resultado catarinense de crescimento de 3,5%.

Por outro lado, o Indicador de Recuperação de Crédito do Consumidor registrou queda de -3,5% no primeiro semestre do ano de 2019 no Brasil e Santa Catarina apresentou crescimento de 5,8%.”, explica Flávio Calife, economista da Boa Vista.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger