2019 conta com uma alteração significativa para as reuniões plenárias da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs): antes semanais, agora as plenárias serão quinzenais.

A entidade retoma no dia 11 de fevereiro, às 18 horas, os encontros com associados, abertos também ao público em geral, no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul.

O encontro deverá contar com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Lucas Esmeraldino, para apresentação do plano de trabalho da pasta e ao mesmo tempo discutir com a classe empresarial demandas da região.

Neste retorno, a entidade coloca em prática mudanças que objetivam, conforme o presidente Anselmo Luiz Jorge Ramos, dar maior consistência aos debates e elevar o protagonismo dos associados em relação a assuntos de interesse da classe empresarial.

Ele explica que esta é mais uma inovação que a diretoria vem buscando no sentido de alinhar e incrementar a relação com os associados e com a comunidade.

São mudanças que têm sido colocadas em prática a cada nova gestão, sempre com o propósito de dar uma visibilidade ainda maior ao trabalho que a entidade já realiza ao longo da sua história de 80 anos, completados em 2018.

“No ano passado, demos início à reestruturação dos nossos canais de comunicação, buscando uma maior assertividade no diálogo com os nossos públicos. Agora, em uma nova etapa, buscamos uma dinâmica diferente em nossas reuniões que costumeiramente ocorriam às segundas-feiras e passam a ser quinzenais e com um tema único”, assinala o empresário.

Para a reorganização de suas ações, no caso das reuniões, a ACIJS realizou durante o ano passado pesquisa junto aos associados no sentido de conhecer as demandas dos associados. Com isto, objetiva definir pautas estratégicas que levem em conta as percepções do setor produtivo.

“Uma das nossas constatações é a de que podemos ter ainda mais qualidade nos nossos debates se nos concentrarmos em um assunto único a cada quinze dias, se dedicando àquele tema no tempo de duração da reunião, com um posicionamento junto ao convidado, estabelecendo uma agenda de cobrança e acompanhamento às nossas demandas".

Por exemplo, se o tema for tributação, o tempo servirá para expor ao convidado preocupações, ouvir o que há a ser dito pelo convidado e buscar solução mais proativa.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?