O Cocreation Lab, uma pré-incubadora de ideias que nasceu dentro dos laboratórios da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), anunciou que novas unidades de seu ecossistema de inovação serão criadas no Distrito Federal e entorno para ajudar futuras startups da região a desenvolverem e colocarem todas suas ideias no papel.

Os espaços de pré-incubação foram idealizados pelo professor de design Luiz Salomão Ribas Gomez da UFSC e rapidamente ganharam adeptos na região Sul graças ao modelo inovador e à metodologia híbrida própria.

O programa conta com apoio de profissionais experientes para desenvolver e assegurar que ideias inovadoras tenham sucesso - tudo isso sem custo para os participantes do programa, chamados de co-creators.

A realização das novas unidades vem de uma parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) e a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), com apoio da Universidade de Brasília - através do Parque Científico e Tecnológico PCTEC/UnB e do CDT (NIT DA UnB) - e do Instituto Federal de Brasília. O programa será sediado em quatro espaços de cocriação nessas instituições de ensino.

No DF, dois polos de Cocreation Lab estarão localizados na UnB: um no PCTEC/UNB localizado no campus Darcy Ribeiro e outro no campus FGA. Os outros dois ficarão nos campi do IFB: em Samambaia e São Sebastião. Espera-se que esses espaços mobilizem as pessoas do DF e entorno, aproximando-os do ecossistema de inovação da região e impulsionando seu potencial em inovação e economia criativa.

Na primeira etapa do projeto, que começa no início de 2021, professores das instituições de ensino superior e a comunidade empreendedora irão receber informações e treinamento sobre o programa. Só depois disso que inicia a inscrição e seleção dos projetos. Todas as mentorias e trabalhos utilizam a metodologia TXM, um modelo híbrido que une encontros presenciais e plataforma digital.

 

Por meio de editais, qualquer pessoa pode inscrever sua ideia e, sendo selecionada, participa gratuitamente de mentorias com profissionais do mercado, palestras, seminários. Há ainda a possibilidade de networking com outros cocreators, tudo ao longo de cinco meses.

Em Santa Catarina, a iniciativa tem apoio de parceiros como o Sebrae, universidades, entidades empresariais, Governo do Estado e prefeituras. No total, há 19 espaços em atividade e cerca de 400 projetos em fase de ideação no País.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp