A Receita Federal abriu hoje as propostas para o segundo leilão regional de mercadorias, que abrange produtos em seis unidades do órgão no Paraná: Cascavel, Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá e Paranaguá. Dentre os produtos que mais chamam a atenção nos 116 lotes em disputa estão uma Ferrari FF fabricada em 2014 e um Porsche 911 GT fabricado em 2018, cujos lances iniciais são de R$ 1,6 milhão e R$ 1,7 milhão, respectivamente.
Os dois veículos de luxo foram apreendidos por terem entrado irregularmente no país e serão leiloados na unidade de Maringá. Eles fazem parte dos oito lotes que estão disponíveis para lances por pessoas físicas, juntamente com outros automóveis, ônibus e caminhões em Curitiba e Cascavel.

Os demais 108 lotes podem ser arrematados apenas por pessoas jurídicas, e abrangem uma vasta gama de produtos, como vinhos, produtos de informática, videogames, celulares barcos, sucata de automóveis e até mesmo betume de petróleo.

Neste leilão, a soma dos lances mínimos é de R$ 10,8 milhões. No primeiro leilão regional de 2021, realizado em fevereiro deste ano, a Receita Federal arrecadou R$ 17,9 milhões, um ágio de 158% em relação aos valores mínimos previstos no edital.

Os interessados em adquirir mercadorias nos leilões da Receita Federal podem acessar a página do órgão, www.gov.br/receitafederal e clicar no link Leilão, onde terão mais informações sobre os editais abertos e os procedimentos necessários para participação. Os lances são realizados através de sistema disponibilizado na Central de Atendimento Virtual ao Contribuinte (Portal e-CAC).

É importante frisar que a maneira mais segura de acessar o leilão é pela página da Receita Federal. Em outras ocasiões, golpistas tentam se passar pela página de leilões da Receita Federal, lesando incautos. Para evitar cair em fraudes, é importante lembrar que o domínio de acesso oficial da Receita Federal sempre terminará em gov.br, e que todos os pagamentos são realizados através do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), sem necessidade de transferências ou depósitos adicionais.

O leilão da Receita é composto de até duas etapas. Na primeira, às cegas, os interessados apresentam suas propostas e são considerados vencedores os maiores lances, caso não haja outros lances iguais ou superiores a 90 % da maior oferta. Esta fase vai do dia 11/03 a 22/03 Se houver lances próximos, todos os que se enquadrem em tal condição estarão classificados para a segunda etapa, onde poderão aumentar suas propostas e vencer o certame. Esta fase ocorrerá no dia 23/03.

Restrições

Não poderão participar do leilão pessoas jurídicas que estejam cumprindo suspensão temporária de participação em licitação, impedidas de contratar com a Administração Pública ou que tenham sido declaradas inidôneas; que não observem a legislação que restringe o trabalho de menores; e pessoas físicas que exerçam cargo, função, emprego público ou qualquer outra atividade vinculada à Receita Federal. No caso das pessoas físicas, o participante deve estar inscrito regularmente no Cadastro de Pessoas Físicas (CF).

O valor do lance vencedor deverá ser pago integralmente até o primeiro dia útil subsequente à data de adjudicação; ou mediante o pagamento do percentual de 20% (vinte por cento) do valor do lance até o primeiro dia útil subsequente à data de adjudicação – o qual consubstanciará em sinal e o pagamento do percentual restante de 80% (oitenta por cento) do valor do lance no prazo de 8 (oito) dias seguidos, contados da data da adjudicação (incluindo esta data na contagem).

Link do 2º leilão regional:

http://www25.receita.fazenda.gov.br/sle-sociedade/portal/edital/900100/2/2021

Imagens dos veículos de luxo:

https://drive.google.com/drive/folders/1tPTdaSG5IqFwnRcJRTG54D8smFWbDfDg?usp=sharing