O Grupo Celesc encerrou o trimestre com uma Receita Operacional Líquida (ROL) de R$ 2,4 bilhões, com reflexo das operações de suas subsidiárias: Celesc Distribuição (“Celesc D”) e Celesc Geração (“Celesc G”), o que apresenta uma evolução de 22,3% ao segundo trimestre de 2020.

Já com relação aos seus custos e despesas, o grupo teve um aumento de 21,3% na comparação do período, ocasionada principalmente pelo custo da energia comprada e do serviço de terceiros, sendo este também reflexo da retomada econômica, com o retorno de algumas atividades. Destacamos, por outro lado, o controle nos gastos gerenciáveis, demonstrando o compromisso da gestão com o cenário ainda desafiador do período: as despesas gerenciáveis apresentaram uma redução de 27,5% na comparação trimestral.

O EBITDA do grupo fechou o trimestre em R$ 190,3 milhões, com crescimento de 29,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido do 2T21 foi de R$ 100,2 milhões, 65,0% maior do que o do trimestre do ano anterior.

O segundo trimestre de 2021 registrou um aumento de 3,1% em comparação com o segundo trimestre do ano anterior em relação ao número de consumidores.

"Com muita satisfação, encerramos o 2T21 com 3,179 milhões de unidades consumidoras em nossa área de concessão", avalia o grupo.

Já o consumo de energia apresentou um aumento de 18,3% na comparação trimestral, sendo de 6.792 GWh no 2T21 ante ao consumo de 5.742 GWh. Esse excelente resultado é reflexo da recuperação da economia catarinense na comparação realizada entre trimestres. Destacamos que praticamente todas as classes de consumo apresentaram expressivas recuperações no tocante ao consumo de energia, tanto no mercado cativo quanto no mercado livre. No gráfico abaixo, ilustramos o comportamento de cada classe, com destaque para a indústria e para o comércio, que cresceram 23,6% e 16,3%, respectivamente.

Com relação ao acumulado dos seis meses de 2021, a Celesc tem um EBITDA de R$ 548,4 milhões e um lucro líquido de R$ 299,3 milhões, o que representa um aumento de 26,5% e 46,2%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2020.