Santa Catarina tem 46.197 pessoas na fila de perícias médicas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), segundo dados pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Esse número leva em conta pessoas que têm atendimento agendado para os próximos dias. As informações são da NSC.

Contando todo o Brasil, 1,1 milhão de pessoas aguardam por atendimento em datas próximas.

A greve do INSS terminou nessa segunda-feira (23), após um acordo entre peritos médicos e o governo federal.

A paralisação durava dois meses. A categoria aceitou um reajuste de 5% nos salários e se comprometeu a repor os dias parados para atender segurados que, por enquanto, esperam por atendimento.

O Ministério do Trabalho informou que, neste momento, serão feitas perícias que já estavam agendadas.

Pessoas que não puderam passar pelo procedimento por conta da greve devem reagendar os atendimentos. Por isso, o número de pessoas à espera de perícia pode ser ainda maior.

O reagendamento pode ser feito pelo aplicativo Meu INSS. As medidas para reduzir o tamanho da fila causada pela greve ainda devem ser divulgadas pelo governo. A data da primeira perícia será considerada como a entrada do requerimento do benefício, para que as pessoas não sejam prejudicadas.

A perícia médica é necessária para a obtenção de benefícios como auxílio-acidente, auxílio por incapacidade temporária e aposentadoria por incapacidade permanente — a antiga aposentadoria por invalidez.