Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Seja ao comprar uma bala ou um imóvel novo, os brasileiros pagam quantias significativas de carga tributária sobre os valores cobrados em cima de produtos e serviços. Apenas entre o dia 1º de janeiro e esta sexta-feira (8), os jaraguaenses, por exemplo, já arrecadaram R$ 20 milhões em impostos municipais.

O número pode ser conferido no medidor do Impostômetro, mantido pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e atualizado em tempo real. No mesmo período do ano passado, Jaraguá do Sul tinha levantado R$ 18,4 milhões. Os dados deste ano demonstram um crescimento de 11,11% na arrecadação municipal.

Em comparação com 2015 - há cinco anos -, quando tinham sido recolhidos R$ 15 milhões entre janeiro e fevereiro, Jaraguá demonstra um aumento de 33,33% no pagamento dos contribuintes.

Pagamento tributário na região

As cidades da microrregião também aumentaram a quantia acumulada. Em Guaramirim, o valor subiu de R$ 2,08 milhões para R$ 2,2 milhões. Schroeder foi de R$ 1,03 milhão no ano passado para R$ 1,1 milhão neste ano, Corupá de R$ 854 mil para R$ 931 mil e Massaranduba de R$ 873 mil para R$ 959 mil.

No total, a região juntou R$ 25 milhões do dia 1º de janeiro até esta sexta (8). Em 2018, o valor tinha sido de R$ 23,2 milhões.

Em Santa Catarina, a arrecadação subiu de R$ 11 bilhões para R$ 12 bilhões neste ano. No Brasil, o acumulado registrado no Impostômetro já ultrapassa os R$ 307 bilhões.

Impostos em 2019

  • Jaraguá do Sul: R$ 20 milhões
  • Guaramirim: R$ 2,2 milhões
  • Schroeder: R$ 1,1 milhão
  • Corupá: R$ 931 mil
  • Massaranduba: R$ 959 mil

Total: R$ 25 milhões

Impostos em 2018

  • Jaraguá do Sul: R$ 18,4 milhões
  • Guaramirim: R$ 2,08 milhões
  • Schroeder: R$ 1,03 milhão
  • Corupá: R$ 854 mil
  • Massaranduba: R$ 873 mil

Total: R$ 23,2 milhões

*Dados do dia 1º de janeiro a 8 de fevereiro

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?