Projetos sociais recomendados pela Fiesc captam R$ 16,7 mi do imposto de renda

Divulgação/Fiesc

Por: Pedro Leal

18/01/2024 - 12:01 - Atualizada em: 18/01/2024 - 13:38

Projetos sociais recomendados pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) captaram em 2023 R$ 16,7 milhões em recursos do Imposto de Renda, um aumento de 64% em relação aos R$ 10,2 milhões captados em 2022. A iniciativa recomenda projetos em áreas como saúde, infância e adolescência, esporte, cultura, assistência a idosos e pessoas com deficiência aos quais as empresas podem destinar até 10% do imposto de renda devido.

“Esse crescimento na captação de recursos mostra a importância do trabalho de orientação, realizado pelo Fundo Social da Fiesc, e do compromisso das empresas em incentivar projetos que beneficiam as comunidades onde estão inseridas. Cada vez mais, empresas e contribuintes estão compreendendo o valor de escolher o destino de seus impostos”, afirma o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

Entre os 107 projetos recomendados pelo programa em 2023 está o Musicarium, um centro que oferece educação musical para crianças e jovens com o intuito de formar uma Orquestra Filarmônica profissional, de relevância internacional, focada em composições brasileiras. Localizado em Joinville, o Musicarium captou recursos para custear aulas, apresentações, intercâmbio com professores internacionais e afins.

Outro destaque do ano passado foi a inauguração, em outubro, de uma ala para diagnóstico por imagem no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Utilizando recursos direcionados do imposto de renda, a unidade comprou uma máquina de ressonância magnética de R$ 4,7 milhões para diagnóstico e tratamento do câncer.

Até 10% do montante devido podem ser destinados a projetos sociais. Se todas as indústrias do estado que tributam por lucro real fizessem a destinação, cerca de R$ 250 milhões poderiam ser aplicados em projetos sociais selecionados pelo setor.