O presidente do Comitê Inova Jaraguá, Gustavo Pacher, participou da sessão da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul desta terça-feira (6) a pedido dos vereadores Luís Fernando Almeida (MDB), Jonathan Reinke (Podemos), Rodrigo Livramento (Novo) e Sirley Schappo (Novo).

Em pauta, o projeto Sandbox, que pretende ajudar startups jaraguaenses a implementar suas ideias de negócios. A chefe de Gabinete da Prefeitura, Emanuela Christian Wolff, e o presidente da Associação Empresarial, Luís Hufenüssler Leigue, que são membros do Comitê, também acompanharam a sessão.

O Sandbox foi levado ao Gabinete do Prefeito Antídio Lunelli, no dia 17 de junho, por vereadores para ser discutido. Ele vem sendo implementado em várias cidades brasileiras e tem o objetivo de incentivar empresas inovadoras, em seu início de funcionamento, com isenções de impostos – como IPTU, ISS, Alvará Sanitário, Alvará de Funcionamento etc. – e com a desobrigação de cumprir algumas regulamentações.

Pacher afirma que o projeto vem sendo analisado pelo Comitê e pela Administração Municipal desde 2020 e ressalta que, ao colocar em prática o Sandbox, Jaraguá do Sul terá um diferencial dos outros municípios: o Parque da Inovação - que não deve ser confundido com o Centro de Inovação, parte central do Parque. Segundo o presidente, será possível permitir que empresas implantem seus projetos no Parque para que a população possa, ao desfrutar daquele espaço, ter a experiência com os produtos.

Pacher explica que o projeto vai criar um ambiente controlado que permitirá às novas empresas fazerem seus testes com mais agilidade e com menos custos. Para ele, é preciso que os parlamentares, as lideranças e a comunidade jaraguaenses continuem trabalhando para que esse tipo de iniciativa saia do papel, já que elas interessam a todos.