O prefeito de Florianópolis em exercício, João Batista Nunes, assinou hoje o projeto de lei que dispõe sobre a instalação e produção de microcervejarias artesanais e brewpubs no município. O documento será entregue à Câmara de Vereadores e pretende tornar Florianópolis a Capital da Cerveja Artesanal impulsionando a rota cervejeira em toda a região.

Prefeito de Florianópolis em exercício, João Batista Nunes, mostra o projeto de lei | Foto PMF/Divulgação

"O documento foi construído com a participação dos empreendedores do setor e vai estimular o desenvolvimento da economia local, gerar empregos e o turismo em toda a região. A iniciativa é importante para desburocratizar a abertura de empresas e dar segurança jurídica e ambiental para a instalação de microcervejarias em áreas não residenciais. Também dá possibilidade  de expansão da produção das empresas que já operam na cidade", afirmou João Batista.

Segundo o presidente da União Cervejeira e proprietário da cervejaria Faixa Preta, Renildo Nunes, as cervejas artesanais produzidas na Grande Florianópolis já são as mais premiadas do Brasil.

"É preciso ressaltar esse destaque e  esse projeto de lei pode ajudar a termos mais visibilidade e referência no mercado. Precisamos desse apoio do poder público para desburocratizar a abertura e regularização das empresas para expandir esse mercado ainda mais", complementou.

A Grande Florianópolis tem 18 cervejarias com plantas industriais (estruturadas) e outras 36 cervejarias com produção terceirizada, sendo a região mais premiada no Festival da Cerveja de Blumenau neste ano.

Piter Santana, presidente da Associação de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis (Ampe Metropolitanana), reiterou que o setor cervejeiro da região já é referência nacional. O consumo de cerveja artesanal só tem crescido, com um aumento na última década de 64%, o que mostra o grande potencial do setor.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?