Empreendedores de primeira viagem em Santa Catarina com interesse na área de inovação criativa tem uma oportunidade com o programa Nascer, lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina.

O programa terá duração de cinco meses, e as atividades começam na primeira semana de março.

O professor Luiz Salomão Gomes, do curso de design da instituição, frisa que o programa, que busca viabilizar projetos ainda em fase conceitual através de mentorias, workshops e palestras, não se dedica apenas a estudantes.

"O único requisito é ter mais de 18 anos e ter um projeto na área de inovação criativa. Queremos ajudar a transformar ideias em negócios", explica.

Serão formadas até 15 turmas de pré-incubação, denominadas “Polos Nascer”, e que estarão distribuídas entre os Centros de Inovação das cidades de Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Joaçaba, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, Tubarão e Videira.

Foto Pedro Leal/OCP News

Nas cidades-polo onde o Centro de Inovação ainda não está em funcionamento, o Comitê de Implantação será o responsável pela disponibilização do espaço físico adequado à realização das atividades de pré-incubação.

Serão aprovadas até 150 propostas, distribuídas entre os Centros de Inovação, formando turmas com no mínimo oito e no máximo 12 proponentes.

Cada proposta poderá contar com uma equipe de até cinco componentes, incluindo o proponente.

As inscrições, gratuitas, podem ser feitas através do site, até o dia 15 de fevereiro.

Para ajudar no preparo das propostas, no dia oito de fevereiro será realizado um workshop de propostas no Senai de Jaraguá do Sul, às 9h.

A proposta exige, além de documentação, um vídeo de pitch do negócio, ponto que, segundo Salomão, ajuda a explicar a lentidão nas inscrições. "Quando tem vídeo, muita gente fica um tanto acanhada, é natural que demorem para encaminhar', explica.

Segundo o professor Nelson Martins de Almeida Netto, do curso de design da Católica de Santa Catarina, a cultura de inovação ainda é uma coisa muito recente, embora seja muito discutida.

Por conta disto e por ainda uma falta de conhecimento, a procura ainda é pequena.

"Muitas propostas são deixadas para perto do prazo. Precisamos fomentar essa cultura, e para quem tem interesse o programa Nascer pode ser a grande oportunidade para 2020", nota.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul