A força-tarefa organizada para fiscalizar postos de combustíveis durante a Semana do Consumidor encontrou uma irregularidade em uma das bombas de um estabelecimento na região Central, em ação realizada nesta segunda-feira, 15 de março.

Durante a análise, um fiscal do Imetro/SC verificou que a diferença na quantidade de combustível indicada pelo equipamento em um abastecimento de 20 litros foi de 100 ml, quando o máximo permitido é de 60 ml. A ação também envolveu fiscais do Procon municipal de Florianópolis e da Agência Nacional do Petróleo – ANP.

Com base nos dados identificados pelo Imetro/SC, o Procon de Florianópolis emitiu um auto de infração, com prazo de dez dias para resposta. Foram solicitados o alvará sanitário e de funcionamento do estabelecimento e laudo emitido pelo Instituto do Meio Ambiente. Outro posto foi fiscalizado também nesta segunda-feira, mas não foram encontradas irregularidades.

Presente nas ações, o secretário municipal de Defesa do Cidadão, Gabriel Meurer, explica os próximos passos do processo. “Após recebermos a resposta, vamos analisar e poder decidir multar o posto pela irregularidade.”