Participaram da visita o secretário de Desenvolvimento Econômico, Domingos Zancanaro, o diretor e o gerente da pasta, Neivor José Bussolaro e Newton Saloman. Eles foram recebidos pelo diretor de Sistemas e Mobilidade da Weg Automação, Valter Luiz  Knihs | Foto Divulgação/PMJS
Participaram da visita o secretário de Desenvolvimento Econômico, Domingos Zancanaro, o diretor e o gerente da pasta, Neivor José Bussolaro e Newton Saloman. Eles foram recebidos pelo diretor de Sistemas e Mobilidade da Weg Automação, Valter Luiz  Knihs | Foto Divulgação/PMJS

A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Serviços e Turismo visitou o parque fabril da Weg Automação, na segunda-feira (4), com o intuito de conhecer a infraestrutura e a estação de recarga de veículos elétricos.

A iniciativa do poder público municipal atende sugestão do vereador Eugênio Juraszek (PP), que solicitou a viabilidade de parceria para estimular testes de veículos elétricos em Jaraguá do Sul.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Domingos Zancanaro, explica que a ideia, para ser concretizada, exigiria o envolvimento de outras empresas e instituições.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou em 19 de junho de 2018 a Resolução Normativa 819/2018, a primeira regulamentação sobre a recarga de veículos elétricos por interessados na prestação desse serviço, como distribuidoras, postos de combustíveis, shopping centers e empreendedores.

Participaram da visita o secretário de Desenvolvimento Econômico, Domingos Sávil Zancanaro, acompanhado pelo diretor e o gerente da pasta, Neivor José Bussolaro e Newton Gilberto Saloman. Os três foram recebidos pelo diretor de Sistemas e Mobilidade da Weg Automação, Valter Luiz  Knihs.

Busca de parceiros

De acordo com o secretário Zancanaro, o próximo passo será procurar parceiros visando a viabilidade técnica ao desenvolvimento de um projeto macro, que entre outras ações prevê a instalação de estações de recarga de veículos elétricos:

“É preciso dotar a cidade de infraestrutura para o uso dessa tecnologia de mobilidade, buscando parcerias para realizar esses testes e desenvolver um projeto para implantação, com empresas e/ou Instituições que dispõem programas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação para estes fins. Jaraguá do Sul tem a empresa Weg, que tem expertise e domínio dessa tecnologia e demonstrou interesse no assunto em questão”.

O secretário pontua que “dessa forma o município vai buscar outros parceiros necessários para que a gente viabilize essa ideia”.

Aumento da frota

Dados do Departamento Nacional e Trânsito (Denatran) apontam que até outubro de 2018 o número de carros elétricos e híbridos (motor elétrico e a combustão) em Santa Catarina aumentou em quase cinco vezes em cinco anos. Em agosto de 2014, a frota era de 158 e em outubro de 2018, pulou para 733. Entre 2017 e 2018, o salto foi de 54,3%.

Por enquanto, os chamados carros “verdes” correspondem a apenas 0,01% da frota total catarinense. Em 2018,  foi regulamentada a isenção da cobrança do IPVA para os veículos elétricos em Santa Catarina.

No Brasil, os 17.273 veículos elétricos e híbridos registrados até outubro do ano passado também representam 0,01% da frota total do país. O veículo elétrico é totalmente alimentado em tomadas de 220 volts.

Emissão zero

Entre as vantagens desse tipo de veículo estão a emissão zero de poluentes, nenhum ruído e pouca manutenção. Por enquanto, o fator que ainda impede a popularização do carro verde é o preço das unidades, que gira em torno de R$ 200 mil.

Uma empresa de Palhoça, na Grande Florianópolis, desde o ano passado lançou pela Mobilis o modelo Li, carro automático já utilizado em condomínios e indústrias, que conta com lista de espera. O custo estimado, na ocasião, seria de R$ 65 mil, com previsão de entrega no final de 2019.

Mais entrepostos

Hoje já existem entrepostos da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) entre Florianópolis e Joinville para garantir mobilidade elétrica entre as principais cidades do Estado. Em parceria com a Fundação Certi, a Celesc já instalou sete postos desse tipo no Estado.

São três pontos de abastecimento rápido, com unidades em Florianópolis, Porto Belo e Araquari, mais quatro estações semirrápidas, localizadas em Joinville, Blumenau e nas sedes da Certi e da Celesc.

Em Jaraguá do Sul, o parque fabril da Weg 2 foi o pioneiro, com instalação de unidade interna de abastecimento. Recentemente, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou  a destinação de cerca de R$ 3 milhões para projeto de rede de recarga de veículos elétricos, através da parceria Weg e Fundação Certi, pelo corredor da BR-101.

“O município fará proposta de implantação de projeto para dotar a cidade para esse tipo de veículos transporte, de passeio e para veículos pesados, dentro do princípio da Inovação”, conclui o secretário de Desenvolvimento Econômico, Domingos Sávil Zancanaro.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?