Uma pousada da Serra catarinense está sendo leiloada pela Receita Federal pelo valor de quase R$ 2 milhões. O local foi apreendido em 2021 por ter sido comprado com dinheiro oriundo do tráfico de drogas e usado para lavagem de dinheiro, segundo a Justiça Federal.

A pousada fica sediada no distrito de Águas Brancas, a 10 km de Urubici, em um terreno de 2,4 mil m². O espaço inclui sete apartamentos com sala e cozinha integradas e dois ou três dormitórios, todos equipados com eletrodomésticos e utensílios, roupas de cama e banho.

O empreendimento conta também com salão de festas, playground, lago e banheira ao ar livre do tipo jacuzzi.

Segundo a Justiça Federal, o imóvel ficou conhecido depois que Anderson Gustavo Scariot Gomes processou seu irmão, Fábio Luciano Moraes, e sua mãe, Terezinha de Lourdes Scariot, alegando que ambos haviam praticado doação inoficiosa da pousada.

Em outras palavras: a mãe comprou a pousada e passou o terreno ao nome de apenas um filho, tirando de Anderson o direito de receber seu valor de herança.

Conforme o Edital da 23ª Vara Federal de Curitiba, o primeiro leilão será realizado em 21 de novembro nas modalidades virtual e presencial, com lance inicial de R$ 1.883.890,00. Caso não haja licitante, um segundo leilão será realizado em 25 de novembro, com lance inicial de R$ 1.130.334,00.

No site do leilão é possível ter acesso às fotos e à avaliação do imóvel.