Foto: divulgação/Bethesda
Foto: divulgação/Bethesda

A gigante da informática Microsoft anunciou nesta segunda-feira (21) a aquisição da produtora de jogos Bethesda e sua empresa-mãe, Zenimax Media, por US$ 7,5 bilhões (r$ 40,7 bilhões).

A compra foi um dos negócios mais caros do mercado de jogos eletrônicos, e dá a Microsoft a posse de algumas das franquias de maior sucesso no setor, incluindo The Elder Scrolls, Fallout, Doom e Wolfenstein.

O investimento busca ampliar o acervo da Microsoft para serviços baseados em núvem, como o Xbox Game Pass - que recentemente superou a marca de 15 milhões de assinantes.

Segundo o CEO da Microsoft, Satya Nadella, o mercado de jogos é um dos mais amplos na indústria de entretenimento, com pessoas de todo o mundo usando de jogos para se conectar com seus amigos - e conteúdo diferenciado e de qualidade é a chave para o crescimento do Xbox Game Pass, com títulos como Minecraft e Microsoft Flight Simulator.

Com a fusão, os títulos futuros da Bethesda estarão disponíveis gratuitamente no lançamento para os assinantes do Game Pass, serviço que funciona aos moldes de um "Netflix de jogos" para o Xbox.

A transação ainda está em andamento. Segundo a Microsoft, deve ser concluída no segundo semestre do ano fiscal de 2021.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul