Os investimentos em Tecnologia da Informação (TI) continuam sendo uma das principais prioridades entre as empresas brasileiras para 2021. Segundo uma pesquisa realizada pela Grant Thornton, 80% das companhias entrevistadas projetam aumentar os investimentos na área ao longo do ano, percentual bem acima da média global, que é de 51%.

Com isso, a busca por profissionais da área deve continuar crescendo, com demanda de 70 mil profissionais por ano até 2024, de acordo com estimativa da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

 

 

Na plataforma da GeekHunter, empresa de recrutamento especializada na contratação de profissionais de tecnologia, há mais de 700 oportunidades de emprego para pessoas desenvolvedoras de software e Data Science com salários que começam em R$ 1,5 mil e podem chegar a R$ 27 mil, dependendo do cargo e experiência do candidato. As vagas são de empresas brasileiras e também há posições para trabalhar no exterior, porém sem precisar sair do país.

Tomás Ferrari, CEO e fundador da GeekHunter, informa que, na base da empresa, mais de 90% das oportunidades aceitam trabalho remoto, um número que vem crescendo mês a mês desde o início da pandemia - quando a média era de apenas 25%.

"Ainda em um momento de pandemia, já era de se esperar que a consolidação dos números nos mostrassem a gigantesca representatividade de vagas remotas no mercado de tecnologia. Mas, independentemente do número em si, o mais importante é que as empresas tenham em mente que grandes transformações estão acontecendo e que elas precisam focar seus esforços em se adaptar a elas. A contratação deixou de ser local e passou a ser global. Empresas que não se adaptarem ao mercado de contratação remota ficarão fora do radar. Não é mais uma questão de escolha da empresa, mas sim dos candidatos", analisa.

Confira as vagas disponíveis por área de atuação

 

- Pessoa desenvolvedora Full Stack
Total de vagas: 240
Salário: entre R$ 2,5 mil e R$ 27 mil
Principais linguagens e tecnologias: Java, Angular, JavaScript, AWS, Node.js, PHP, C#

 

- Pessoa desenvolvedora Back-end
Total de vagas: 230
Salário: entre R$ 3,2 mil e R$ 22 mil
Principais linguagens e tecnologias: Java, Spring, SQL, MongoDB, Python, Django, Node.js, Ruby on Rails, .NET, PostgreSQL

 

- Pessoa desenvolvedora Front-end
Total de vagas: 130
Salário: entre R$ 1,5 mil e R$ 20 mil
Principais linguagens e tecnologias: React, JavaScript, Vue.JS, Angular, TypeScript

 

- Pessoa desenvolvedora Mobile
Total de vagas: 85
Salário: entre R$ 3 mil e R$ 26 mil
Principais linguagens e tecnologias: Flutter, Swift (iOS), Kotlin, Java (Android) e React Native

 

- Data Science
Total de vagas: 30
Salário: entre R$ 3 mil e R$ 18 mil
Principais linguagens e tecnologias: Python, SQL, AWS, Azure, Docker, Linux
Vagas: Engenheiro de dados; Analista de BI ETL; Cientista de Dados e Analista de Dados

 

Como se candidatar

Para se candidatar, é só cadastrar o currículo na plataforma da GeekHunter de forma gratuita. Após ter o perfil aprovado, o profissional pode demonstrar interesse pela vaga. No entanto, na GeekHunter, o processo de seleção também ocorre de forma invertida, ou seja, o candidato se cadastra uma única vez e as empresas têm acesso a ele e podem entrar em contato para entrevistas.

 

Sobre a GeekHunter

A GeekHunter é uma empresa especializada na contratação de profissionais de tecnologia, sendo um dos maiores marketplaces de recrutamento de pessoas desenvolvedoras de Software e Data Science da América Latina. A plataforma inverte o modelo tradicional de seleção, atrai, pré-valida e aprova os candidatos mais engajados e com maior potencial técnico para serem contratados.

Com isso, conecta empresas inovadoras que estão expandindo seus times de tecnologia com os melhores profissionais de TI do mercado, em um prazo médio de 14 dias. São mais de 8,6 mil empresas cadastradas na plataforma, como Amazon, Mercado Livre, Peixe Urbano, Everis, Zup, Westwing. A startup foi criada em 2015, em Florianópolis.