Com base em dados mensais relativos ao pagamento do seguro-desemprego entre o período de 2017 até abril deste ano, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Neivor Bussolaro, projeta um crescimento de 35% do pagamento deste benefício em Jaraguá do Sul no ano de 2020.

Em sua análise, o secretário leva em conta o período em que serviços como Sine estiveram suspensos por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Analisando os números, se você comparar até abril do ano passado, tivemos mais encaminhamentos de seguro-desemprego. Foram 2091 ano passado contra 1906 no mesmo período.

 

Só que é preciso lembrar os dias que o Sine permaneceu fechado por conta dos decretos da pandemia. Então isso, consequentemente, diminuiu a quantidade de atendimento. Por isso que este número inicialmente está muito parecido”, destaca.

No entanto, o comportamento da economia após a retomada, continua Neivor, mostra que a crise está longe de ser superada.

"Nos últimos dias, se a gente considerar somente o mês de maio, pela média que vinha se liberando o seguro-desemprego ano passado, nós temos um crescimento acentuado no pagamento deste benefício. Algo que indica uma curva de crescimento de 35%", aponta.

O secretário destaca que a constatação também analisa os números após a abertura do Sine durante o período de retomada das atividades econômicas como comércio e serviços.

“Nos primeiros dias de abril e maio do ano passado, encaminhávamos em média o pagamento entre 36 e 37 seguros-desemprego por dia. Hoje já estamos com uma média de 50 atendimentos diários para pagamento do benefício", observa.

O secretário acredita que as demissões ocorridas neste mês de maio já são impactos previstos para esta pandemia, refletidas no próprio levantamento.

 

 

Com informações da assessoria de imprensa

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul