A pandemia do coronavírus (Covid-19) levou a uma queda de 22,8% nas arrecadações do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Jaraguá do Sul, segundo dados da Prefeitura de Jaraguá do Sul, divulgados na última quinta-feira (28).

A arrecadação com ICMS que era de R$ 14 milhões em março, caiu para R$ 10,8 milhões em abril.

O ente público prestou contas aos vereadores das receitas e despesas realizadas no primeiro quadrimestre de 2020. O controlador do município, Mário Lemke, evidenciou que algumas receitas mostraram tendência de queda com o início da crise causada pela Covid-19.

Com o ICMS, que é um imposto estadual, nos quatro primeiros meses de 2020, o município arrecadou mais de R$ 55 milhões, bem acima dos R$ 43,7 mi arrecadados no primeiro trimestre de 2019, o que mostra que a economia do estado vinha crescendo.

Porém, o quarto mês de 2020 mostrou uma tendência de queda.

O mesmo acontece com outros impostos. O Fundeb, que vem do Governo Federal, era de R$ 8,6 mi em março, mas foi para R$ 6,8 mi em abril. O ISSQN, que é um imposto municipal, arrecadou R$ 3,8 mi em março e apenas 2,6 mi em abril.

Outros impostos como FPM e IPVA ficaram estagnados. Lemke lembra que a Prefeitura diluiu o pagamento do ISSQN e de outras dívidas ativas em várias prestações mais brandas para que o setor produtivo não fosse tão prejudicado pela crise.

Para o controlador, ainda é cedo para se chegar a uma conclusão sobre os danos que a crise provocada pela Covid-19 causará nas contas do Executivo, mas ele alerta para a prudência com os gastos públicos a fim de evitar uma situação ainda pior para a população jaraguaense.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul