A tecnologia de pagamentos mobile - usando do celular no lugar do cartão de crédito ou débito - veio para mudar a maneira que o comércio opera. Em alguns mercados, como o Chinês, a previsão é de que ainda este ano os pagamentos móveis superem os feitos em cartões físicos. No entanto, em Jaraguá do Sul, ainda é incerta a aplicação desta tecnologia.

Ainda são necessários estudos, ressalta o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Gabriel Seifert. "Não há dados ainda sobre o uso dessa tecnologia por parte do comércio. A CDL irá realizar um estudo sobre. Sabe-se que muitas máquinas estão preparadas para aceitar o NFC, porém os softwares delas não. Acreditamos que a tecnologia deverá ser incorporada aos poucos, assim como no resto do Brasil", explica.

O presidente ressalta que ainda falta preparo para aceitar a tecnologia - uma preocupação é quanto à falta de treinamento das adquirentes quanto ao uso do NFC (Near Field Communication, como é a chama a tecnologia que permite a troca de informações entre dispositivos sem a necessidade de cabos), destaca Seifert.

Na quarta-feira passada (4), a Apple e o Itau Unibanco firmaram uma parceria para o lançamento oficial no Brasil do serviço Apple Pay, permitindo o uso de cartões de crédito do Itaú no sistema do aplicativo para iPhones e Apple Watches, usando do aparelho como meio de fazer pagamentos no comércio.  O banco era a única dentre as principais instituições financeiras do país a não ter parceria com nenhum sistema de pagamento por aproximação.

 

 

Maioria das máquinas depende de adaptação de software

Segundo a prospectora comercial da Belluno Soluções Financeiras, Lidiane Baratieri, a maioria das máquinas já tem condições de operar com pagamentos com proximidade, pendendo apenas a adaptação do software.

A empresa já está adaptando seus programas para essa nova necessidade e estima que dentro de dois meses o mercado jaraguaense esteja plenamente adaptado para a modalidade, salvo por máquinas mais antigas que ainda precisam ser substituídas.

O Apple Pay já funciona em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais em todo o Brasil, inclusive restaurantes, lojas, postos de gasolina e padarias. Segundo estimativas da Apple, 67% dos estabelecimentos comerciais brasileiros contam com suporte para tecnologia de comunicação por proximidade, a NFC, através da qual o sistema opera. As máquinas compatíveis com o sistema podem ser identificadas pelo símbolo de NFC.