Um esforço de 33 instituições de Florianópolis, envolvendo 68 pessoas dos mais variados segmentos, prevê a retomada econômica da Capital para os próximos 10 anos, com ações imediatas e de longo prazo.

O Pacto Floripa foi apresentado oficialmente à sociedade na última quarta-feira (9), em evento on-line, e traz ações concretas para o desenvolvimento da cidade nas esferas de turismo, educação, tecnologia e saúde e bem-viver.

“É uma integração entre a iniciativa privada e o poder público para tornar possível todo o planejamento realizado desde abril, com o apoio da Falconi Consultores, referência mundial em gestão”, afirma Rodrigo Rossoni, presidente da Associação Empresarial de Florianópolis (Acif), que lidera o processo ao lado do Sebrae/SC e da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate).

Coordenador do grupo de trabalho de turismo, Raphael Dabdab, presidente da Abrasel em Santa Catarina, aponta para bons resultados já na temporada 2020/2021.

“Diante da pandemia, focaremos de imediato no estímulo ao turismo regional e na divulgação do respeito dos empresários e da população aos protocolos da saúde”, explica.

Uma ação já decorrente do Pacto Floripa é a conquista da Capital do selo Destino Seguro, recém-concedido pela World Travel & Tourism Council, uma das mais reconhecidas entidades do mundo no setor.

Daniel Leipnitz, do GT de tecnologia, afirma que o polo local pode contribuir para todas as áreas. “Em curto prazo, aperfeiçoaremos e integraremos os programas de incentivo e apoio aos ecossistemas de startups”, garante.

Segundo Evandro Badin, à frente da equipe de educação, as propostas também envolvem a cobrança de pais e familiares, além dos educadores e alunos.

“Logo teremos um planejamento para a melhora das experiências dos alunos com o ensino a distância. Precisamos tornar o aprendizado mais atrativo em todos os níveis”, diz.

Já Luiz Gonzaga Coelho, integrante do grupo de saúde e bem-viver, destaca que o setor é muito abrangente e precisa de ações coordenadas.

“Já nos antecipamos e estamos estruturando um programa de vacinação contra a covid-19, assim que a imunização estiver disponível”, conta.

Ao fim do evento virtual, o professor Vicente Falconi, mestre de diversos empreendedores brasileiros e do exterior, resumiu: “Seria ótimo que todas as cidades, estados e o próprio país seguissem o exemplo de Florianópolis. O gerenciamento público é muito volátil e o Pacto Floripa tem tudo para romper este quadro e acelerar os processos. É um exemplo de gestão planejada e coordenada”.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul