O número de brasileiros inadimplentes cresceu 1,31% em maio e ultrapassou a marca de 60 milhões de pessoas. É o maior volume desde o início da série histórica, que começou em janeiro de 2015. Do total de brasileiros negativados, 51% possuem idade na faixa dos 30 anos, totalizando cerca de 17,3 milhões de pessoas. As contas que os brasileiros mais atrasaram em maio foram as de serviços básicos, como água e luz, com alta de 6,71%. Nos demais setores houve queda, sendo a maior dela nas contas de telefonia, TV por assinatura e internet, com redução de 15,30%. Os atrasos nas contas do comércio caíram 4,42%, e das dívidas bancárias 2,46%.