A melhora gradativa do cenário econômico e a diminuição nos níveis de desemprego têm impulsionado uma redução no número de ações trabalhistas registradas na microrregião. É o que indicam os dados do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Santa Catarina: somente no primeiro semestre deste ano, o volume de novos processos caiu 14,7% nos cinco municípios que integram as varas do trabalho de Jaraguá do Sul. De acordo com o TRT, foram 1.549 ações iniciadas entre janeiro e junho deste ano, contra 1.817 ações registradas no mesmo período do ano passado. A redução no volume de ações trabalhistas acompanha a retomada do mercado de trabalho na microrregião – segundo dados do Ministério do Trabalho, juntos os cinco municípios criaram 2.206 vagas de emprego no primeiro semestre deste ano. Para efeito de comparação, no mesmo período do ano passado a microrregião havia perdido 1.750 postos de trabalho, o que na ocasião levou a um aumento de 20,4% no volume de ações trabalhistas. Segundo o TRT, a maior parte dos processos envolveu questões rescisórias. Os números deste ano indicam que, com exceção de maio, todos meses apresentaram queda no volume de novos processos frente ano passado. Alguns deles tiveram reduções bastante significativas, como é o caso de fevereiro, quando o volume caiu aproximadamente 40%. Na contramão do cenário, maio apresentou crescimento de 27,8% no número de ações, resultado em parte vinculado ao desempenho negativo do mercado de trabalho no período, quando foram perdidas 116 vagas de emprego na microrregião. Conforme os dados do TRT, até o final de junho 5.607 processos continuavam em aberto nas duas varas do trabalho de Jaraguá do Sul. Apesar de alto, o número representa uma diminuição de 8,2% no volume de processos que aguardam resolução, frente ao ano passado, quando o primeiro semestre acumulou um total de 6.108 ações pendentes de solução. Cresce o número de casos solucionados na microrregião Enquanto o número de novas ações cai, o volume de processos solucionados avança na microrregião, apontam os dados do TRT. Entre janeiro e junho deste ano, as duas varas do trabalho de Jaraguá do Sul registraram um aumento de 6,8% no número de casos encerrados, o que representa 117 casos a mais do que o observado no mesmo período de 2016. O índice comprova que a microrregião tem conseguido avanços importantes também quando o assunto é celeridade na resolução dos processos. No primeiro semestre de 2015, por exemplo, o número de novos casos ficou muito próximo do observado este ano, 1.509. Porém, o total de processos solucionados ficou em 1.159. De lá até agora, o número de ações encerradas subiu 58,3% no primeiro semestre, alcançando os 1.835 casos entre janeiro e junho deste ano. Dos casos solucionados este ano, 1.176 (64% do total) foram definidos por meio de sentenças, enquanto 659 (36%) foram acordos feitos entre empregados e empregadores. Estes índices não sofreram grandes alterações nos últimos anos, mas houve um avanço de pouco mais de um ponto percentual no volume de acordos, já que há dois anos 34,9% das sentenças eram feitas por meio deste formato.   Microrregião está na 11ª posição de SC com maior número de ações Um levantamento feito pelo OCP com base nos números do TRT aponta que as varas de Jaraguá do Sul, responsáveis pelos cinco municípios da microrregião, ocupam hoje a 11ª posição no ranking de regiões com maior volume de ações trabalhistas. A análise leva em conta os dados do primeiro semestre deste ano e inclui as 30 regiões catarinenses que abrigam as varas do trabalho do Estado. No topo da lista está a capital catarinense, Florianópolis, com 5.640 novos processos registrados entre janeiro e junho deste ano. Na sequência vem Joinville, com 4.155, Blumenau (2.367), Chapecó (3.067) e Itajaí (2.644) fechando o topo da lista.   Fonte: Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Santa Catarina