Foto Dielin da Silva/OCP News
Foto Dielin da Silva/OCP News

Ao longo dos anos, o conceito de networking foi extremamente explorado nos debates sobre carreira e negócios. O termo do inglês significa rede de relacionamentos ou rede de contatos.

Em tempos de redes sociais e relações efêmeras, a consultora e professora da pós-graduação da Anhanguera, Josiane Ferreira, destaca que o tradicional networking ganhou novos contornos e desafios.

Para ela, ficou mais complexo manter uma rede que não se restringe às velhas relações, pautadas apenas em interesses diretos de negócios e de consumo ou em interesses efêmeros na era digital.

"É cada vez mais importante ampliar as redes de relacionamentos, com relações reais, que vão além dos contatos de trabalho ou nas redes sociais", explica.

Segundo a professora, ampliar este leque de relacionamentos e torná-los concretos - mesmo que à distância - é fundamental para ampliar perspectivas e desenvolver uma capacidade que tem se demonstrado ausente em muitos trabalhadores: a inteligência emocional.

"Muitas vezes, as pessoas são demitidas ou não conseguem ser promovidas não por falta de competência, mas por não terem maturidade emocional para o cargo, não sabem trabalhar em equipe, lidar com opiniões contrárias ou com o diferente", diz.

Em muitas relações modernas, avalia a professora, falta uma dinâmica de troca - se espera muito de volta, mas pouco se oferece.

“Percebemos cada vez mais a necessidade de se criar uma rede colaborativa, na qual seus contatos saibam quem é você, quais são as suas habilidades e como você pode contribuir. Por isso é cada vez mais importante o profissional estabelecer relações de qualidade, se aproximando de quem busca os mesmos objetivos e sonhos e queira crescer junto”, relata Josiane.

Capacitação contínua

A partir da experiência como professora e empresária, Josiane aponta que os cursos de pós-graduação e MBA são espaços ricos para a construção desse networking qualificado, uma vez que os alunos naturalmente estão orientados para seu desenvolvimento - e a própria natureza dos cursos os obriga a trabalhar com pessoas de perfis diferentes do seu.

“Essa é uma oportunidade de conhecer e aprender a se relacionar com a diversidade e com pessoas de áreas bem distintas, mas que podem ser complementares. Como as aulas simulam situações reais, você invariavelmente irá se expor e fazer parcerias de trabalho. É uma oportunidade única de conhecer e se fazer conhecido”, conta.

"Formar uma boa rede de relacionamentos é crucial com o cenário atual de emprego, em que as pessoas precisam se destacar e se manter qualificadas e posicionadas. Não basta apenas ser qualificado, precisa ter maturidade e boas relações", completa.