O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) e o Ministério do Trabalho promovem a Semana Inclusiva Grande Florianópolis, que acontece até o próximo domingo (23), em diferentes locais da Capital. Mais de 30 instituições governamentais e não governamentais, públicas e privadas, se uniram para promover um novo olhar para as pessoas com deficiência da Grande Florianópolis, quebrando barreiras, mudando conceitos e vencendo o preconceito.

Tudo começou com o “Dia D” idealizado em 2015 para promover e garantir a inclusão de Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho por empresas da região que se enquadravam no art. 93 da Lei 8.213/91, conhecida como Lei de Cotas.

Em 2016 já não era mais somente o "Dia D – Feirão de Empregos para PCDs". A Semana Inclusiva saiu do papel (inspirada no evento Virada Inclusiva do Estado de São Paulo) com várias atividades acessíveis à população em geral.

A segunda edição em 2017 veio com mais força e a terceira edição, em 2018, é um evento consolidado, reconhecido por toda a sociedade e cada vez mais voltado para o caminho da igualdade em todas as formas.

Resultados crescem a cada ano

Em 2015, quanto aconteceu DIA D, os organizadores conseguiram promover a contratação de 411 trabalhadores pelas 191 empresas de Florianópolis e Região notificadas para participar do Feirão.

De 2016 a 2018, com a realização da Semana Inclusiva, foram contratadas 1.211 pessoas com deficiência nos municípios de Florianópolis (823), São José (291), Palhoça (68) e Biguaçu (29), segundo dados do Caged.

Apesar do número crescente da inclusão deste público no mercado de trabalho, 288 empresas da Grande Florianópolis se enquadram no art. 93 da Lei 8.213/91 e deveriam ter 7443 PCDs empregados. No entanto, apenas 3.623 têm emprego. Ou seja 3 820 ainda aguardam por uma vaga.

A semana começa nesta segunda-feira (17) com estrutura de apoio está montada no Beiramar Shopping, no centro da Capital.

Mas o DIA D, que este ano será realizado neste sábado (22), das 9h às 15h, será no campus do IFSC em Florianópolis, O MT e o MPT notificaram 195 empresas. A maioria delas participou hoje (16/08), da reunião de sensibilização.

Uma tarefa que antecede ao Feirão de Empregos para que os empresários conheçam o potencial de mão de obra disponível, as instituições que qualificam estes trabalhadores e a importância e obrigação do cumprimento das cotas.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?