Apesar do comércio já estar preparado para as compras de Natal desde novembro, o movimento nas lojas se fortalece ainda mais nos dias que antecedem o dia 24 de dezembro. Em Jaraguá do Sul, a expectativa é que as metas de vendas sejam atingidas até o próximo domingo (23).

Proprietário de uma loja com foco em bolsas e acessórios, Juliomar Nardes comenta que o fluxo de clientes não está constante, mas é melhor do que no começo do mês. Comparado ao ano passado, ele avalia que o movimento está menor. "Em 2017 eu tinha seis funcionários extras trabalhando, hoje tenho apenas um", aponta.

Nardes espera que com a liberação da segunda parcela do 13º salário as vendas aumentem no fim desta semana. Por outro lado, a gerente de um comércio de bijuterias Silvana Souza conta que o movimento está acima do esperado e que a equipe de funcionários têm batido as metas de vendas.

"Alguns dias que nós esperávamos muitos clientes, como segunda, não teve tanto. Mas no domingo, quando o horário de funcionamento era até às 20h, ficamos atendendo até às 21h30 porque tinha muita demanda", explica a gerente.

Silvana também observa que a primeira semana de dezembro registrou um fluxo de vendas maior do que o esperado, no entanto, esta semana começou mais devagar. A gaúcha Maria Regina Perez, por exemplo, comprou os presentes de Natal para a família há alguns dias. "A família é pequena", diz.

De acordo com Maria, os preços estão bem variados e é fundamental pesquisar antes de realizar a compra. "Vi camisas polo por mais de R$ 200 em uma loja e em outra por R$ 100. Tem que olhar bem para conseguir economizar", declara.

Expectativa também é alta para supermercados

A última semana antes do Natal também é intensa para o setor supermercadista. Conforme o gerente da rede Giassi em Jaraguá do Sul, Odair Bortoluzzi, o perfil das vendas já é outro nesta época. Os itens mais procurados pelo consumidor são os panetones, caixas de bombom e chocolates.

"Muitas pessoas ainda estão trabalhando e acabam deixando as compras para os últimos dias. Mas desde o começo do mês a saída de produtos como as cestas de Natal e os que compõem a ceia, por exemplo, está superior ao restante do ano. Esses produtos também estão com ofertas bem atraentes para o público", garante o gerente.

Em comparação com os outros meses, Bortoluzzi avalia que as vendas em dezembro são expressivas porque as pessoas estão mais dispostas a comprar itens diferenciados e que mantêm a tradição natalina. "Os consumidores costumam guardar um dinheiro durante o ano para gastar neste período", enfatiza.

A partir de quinta-feira (20), o supermercado irá funcionar das 8h às 23h para atender o público. O Giassi estará fechado no dia 25 e 1º de janeiro. Nos dias 24 e 31 ele estará aberto das 8h às 18h.

"Pela experiência de 2017 na cidade, os dias com maior movimento serão de quinta a domingo e segunda até às 12h", conclui o gerente.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?