O clima de satisfação foi geral entre as 120 marcas expositoras da Metalurgia 2018 – Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços, realizada de 18 a 21 de setembro, em Joinville. A estimativa de negócios deve ultrapassar os R$ 350 milhões em contratos assinados durante a feira ou de contatos iniciados no evento e que deverão ser consolidados nos próximos 18 meses, superando a expectativa inicial da organização.

O número de visitantes atingiu a marca de 13 mil pessoas, vindas de 17 estados, de 344 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, incluindo representantes da maioria das fundições do Brasil. Além disso, foram registrados visitantes de outros 11 países, três da Europa – Alemanha, Itália e Suíça – e oito das Américas – Argentina, Bolívia, Colômbia, EUA, Equador, México, Paraguai e Uruguai.

A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 16% são presidentes, vice, sócios ou diretores, 21% ocupam cargos gerenciais, 50% funções técnicas e 13% estudantes. O maior grupo de visitantes, 25% vem do segmento de fundição, 10% do automotivo e 18% de engenharia, siderurgia, agrícola e tratamento térmico. A maioria veio em busca de máquinas e equipamentos, seguido de fundições e peças fundidas, automação, controle de processos e medição, fornos, caldeiras e tratamento térmico.

Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo.

“A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações. Nada substitui o face a face”, argumenta.

O presidente da Abifa (Associação Brasileira da Fundição), Afonso Gonzaga, reforça a importância das empresas se posicionarem em feiras de negócio.

“É um indutor de desenvolvimento, gestão, inovação e tecnologia, pois possibilita as empresas investirem na inovação tecnológica dos parques fabris”, destaca.

Gonzaga lembra que o setor tem uma significativa participação no desenvolvimento do país, por agregar 64 mil empresas e acumular um faturamento anual de 6,5 bilhões de dólares.

“O momento do mercado sinaliza um crescimento de 6,5% em volume de produção em 2018, em comparação a 2017”, acrescenta.

Para os expositores, a feira trouxe o retorno esperada e, na maioria das vezes, foi até superior. Mário Di Caterina, diretor da Deumex, diz que a Metalurgia surpreendeu pela qualidade do público.

“São profissionais focados em processos, equipamentos e negócios. Conseguimos contatar pelo menos cinco possibilidades de negócios em curto prazo”, aposta.

Eventos simultâneos com foco em profissionalização

Pela primeira vez a Metalurgia contou com programação de workshops técnicos sobre inovações e tecnologias para o setor, apresentados por expositores. Foram 16 palestras gratuitas que contaram com a participação de 480 profissionais.

O Espaço Portal do Aquecimento Industrial, integrado à feira, abordou assuntos relacionados à indústria 4.0, aquecimento industrial e tecnologias voltadas às fundições. Foram 18 palestras gratuitas que reuniram 285 pessoas na feira, além dos que acompanharam a transmissão online.

Sobre a Metalurgia

Realizada a cada dois anos, a 11ª edição a Metalurgia reuniu 120 expositores vindos de 39 diferentes cidades do Brasil, além da China, Espanha, Itália e Alemanha, que ocupam área de 8.000 m² de exposição no Centro de Convenções e Exposições Expoville. Organizada pela Messe Brasil, a Metalurgia é uma realização da Abifa (Associação Brasileira da Fundição) e têm o apoio da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), da Abimei (Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais), do ICZ (Instituto Brasileiro de Metais Não Ferrosos), da Sociedade Brasileira de Metrologia e da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Metalurgia 2020 já tem data e será realizada de 15 a 18 de setembro.

*Com informações de assessoria de imprensa

Quer receber as notícias no WhatsApp?