O número de matriculados em instituições de ensino superior público na modalidade a distância aumentou 45% entre 2016 e 2018. A taxa de matrícula alcançou 173 mil estudantes, segundo informações do Censo da Educação Superior de 2018.

Os dados foram levantados pela plataforma interativa Quero Bolsa, criada para estudantes buscarem auxílio e descontos para inscrição em faculdades particulares.

Esse aumento ocorre depois de anos consecutivos de queda constante. Em 2010, o número de estudantes matriculados no ensino público a distância era de 182 mil, representando queda de 34%.

É importante frisar que esse aumento na demanda é de um período que antecede o atual quadro de pandemia e as alterações no Ensino à Distância que foram implementadas desde 2018, ampliando o número de horas-aula permitidas nesta modalidade e a estendendo de forma parcial ao ensino médio.

São Paulo é o estado com maior número de matriculados, com mais de 42 mil alunos. Em último lugar, aparece o Distrito Federal, com apenas 4.

Confira os cinco estados com maior número de inscritos:

  • São Paulo - 42.787
  • Rio de Janeiro - 35.226
  • Piauí - 11.928
  • Paraná - 10.349
  • Maranhão - 8.306

O curso com maior número de matriculados é o de pedagogia, com 37.475 alunos. Também se destacam engenharias e cursos de formação de professores.

Os cursos mais procurados

  • Pedagogia - 37.475
  • Formação de professor em matemática - 16.570
  • Administração pública - 13.286
  • Engenharia de produção - 11.582
  • Formação de professor em letras/português - 10.014
  • Formação de professor em biologia - 9.136
  • Engenharia de computação - 7.599;
  • Administração - 7.469;
  • Formação de professor em geografia - 6.752
  • Formação de professor em história - 5.037.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul