Joinville liderou o índice de geração de emprego em Santa Catarina, durante o mês de abril. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego. No mês foram criados 1.270 novos postos de trabalho, mas o número de contratações é bem maior, são 8.120 admissões contra 5.031 desligamentos.

Quer receber notícias no WhatsApp? Clique aqui

O setor de serviços foi o que mais contratou, com saldo de 674 novas vagas. Só no acumulado do ano, foram mais de 2.595 novas contratações neste setor. Em abril a indústria de transformação também foi destaque com a criação de 358 novos postos de trabalho com carteira assinada.

Jaraguá do Sul foi a quarta cidade no estado com melhor desempenho, quando o assunto é geração de emprego. Por lá foram 2.387 admissões e 1.970 desligamentos no município, encerrando o mês com um saldo de 417 postos de trabalho. No acumulado do primeiro quadrimestre do ano, Jaraguá do Sul criou um total de 2.319 novos postos de trabalho formais. Com isso, o município soma um total de 64.205 empregos com carteira assinada até o fim de abril - resultado que demonstra sinais claros de recuperação da economia.

País tem melhor resultado em cinco anos

A nível nacional, o resultado do mês de abril foi o melhor desde 2013, com saldo de 115.898 empregos com carteira assinada. Em 2013, foram 196.913 vagas formalizadas no mês. Ao longo de abril foram registradas 1.305.225 admissões e 1.189.237 desligamentos. O resultado para os quatro primeiros meses do ano soma um total de 311.059 empregos gerados, com 5,2 milhões de admissões e 4,8 milhões de desligamentos.

O melhor desempenho do mês foi no setor de serviços, que abriu 64.237 empregos, seguido pela indústria de transformação, com 24.108, e a construção civil, com 14.394. O resultado mais fraco ficou por conta dos serviços industriais de utilidade pública, com 581.

O Caged também informou que, a nível nacional, houve 12.256 demissões realizadas mediante acordo entre empregador e empregado em abril, uma nova modalidade de desligamento prevista pela reforma trabalhista, que entrou em vigor no fim do ano passado.

No caso do trabalho intermitente, outra modalidade nova, ocorreram 4.523 admissões e 922 desligamentos, gerando saldo de 3.601 empregos, em 1.166 estabelecimentos. Nessa modalidade de contrato, o empregado fica à disposição do empregador e recebe apenas quando é convocado a trabalhar. Também foram registradas 5.762 admissões em regime de tempo parcial e 3.208 desligamentos, gerando saldo de 2.554 empregos, envolvendo 3.533 estabelecimentos.

Santa Catarina encerrou o mês com saldo de 5.322 postos de trabalho formais, com um total de 82.502 admissões e 77.180 desligamentos, com o 5º melhor saldo do país. O acumulado do quadrimestre para o estado também é positivo: 40.924 postos.

*Colaborou Pedro Leal, da Rede OCP News