Jaraguá do Sul registra uma queda de 2,2% no montante de exportações do primeiro trimestre do ano, segundo dados da secretaria de comércio exterior do Ministério da Economia.

De Janeiro a Março de 2020, o município exportou US$ 128,1 milhões em mercadorias, contra US$ 132 milhões no primeiro trimestre de 2019. No entanto, ainda não se veem os reflexos do Coronavírus Covid-19 sobre as exportações do município.

Apesar da queda nas exportações, o saldo segue positivo em US$ 30,24 milhões.

Desde 2016, o município registra no primeiro trimestre os menores resultados da década, abaixo do montante de 2009, quando exportou US$ 139 milhões em mercadorias no primeiro trimestre.

Em 2015, primeiro ano da recessão, o trimestre registrava US$ 162 milhões em exportações e queda de 5,2%; no ano seguinte, eram US$ 110 milhões e uma queda de 32%.

O mês de março registrou uma leve alta isoladamente, crescendo 1,6% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Foram US$ 54,4 milhões exportados em março de 2020, contra US$ 53,5 milhões em março passado - ambos resultados inferiores ao registrado em março de 2018, de US$ 58,9 milhões, e vastamente inferiores ao último mês de março antes do país entrar em recessão, em 2015, com US$ 75,7 milhões.

Em contrapartida, o município registra uma alta de 1,6% nas importações do trimestre, que somam US$ 97,86 milhões, contra 96,3 milhões no trimestre do ano passado, e de 31,5% nas importações do mês, somando US$ 32,9 milhões, contra US$ 25 milhões em março passado.

Setores de exportação e importação

As exportações seguem lideradas em peso pelo setor elétrico, responsável por 89% das exportações, somando sozinho US$ 113 milhões.

Um único componente do setor, os motores e geradores elétricos, respondeu por US$ 87,9 milhões em exportações - mais de dois terços do total exportado pelo município.

A indústria têxtil e alimentícia seguem o setor, embora juntas somem apenas 5,4% das exportações.

As importações registram um grau maior de diversidade, ainda dominado pelo setor elétrico, com 35% do total (US$ 33,8 milhões).

O setor é seguido pelos plásticos, com 15% (14,6 milhões), os metais, com 14,3% (14 milhões) e o setor têxtil, com 13,3% (US$ 13,1 milhões).

Parceiros econômicos

Os EUA foram responsáveis por 21,9% das exportações do município, comprando US$ 28 milhões em mercadorias jaraguaenses no primeiro trimestre do ano.

O país foi seguido pela Alemanha, com 7,8% (US$ 9,93 milhões) e a Argentina, com 5,8% (US$ 7,431 milhões).

Tanto Alemanha quanto Argentina registraram uma retração nas compras de Jaraguá, com queda de 20,5% nas exportações para o país europeu e de 12,2% para o vizinho latino-americano.

Já as importações foram fortemente dominadas pela China, responsável por 34% das importações do município, com US$ 33 milhões - total que cresceu 3,5%.

Os EUA aparecem na sequência, com 6,6% (US$ 6,46 milhões), uma alta de 30,5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul