Em meio a um ano de instabilidades, dificuldades e a crise causada pela pandemia do Coronavírus SarsCov-2 e a doença Covid-19, as exportações de Jaraguá do Sul registraram uma queda de pouco mais de 20%, segundo dados da secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

A retração representa perda de mais de US$ 100 milhões em receitas para o município.

De janeiro a outubro deste ano, o município registrou US$ 394 milhões em bens exportados, contra US$ 496 milhões no mesmo período do ano passado.

Com US$ 35,5 milhões em bens exportados no mês, outubro registra isoladamente uma queda de 29,7% nas exportações, com US$ 15 milhões em exportações perdidas no mês.

As quedas expressivas não foram intensas o bastante para fazer com que Jaraguá do Sul saia do seleto grupo de municípios superavitários no estado.

Mesmo com as exportações em retração acelerada com a crise, o município segue com um superavit comercial de US$ 117,76 milhões - mais de um terço a menos que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o superavit do período encerrava em US$ 181 milhões.

Ao mesmo tempo, o período registra também uma queda expressiva nas importações: o município importou US$ 39 milhões menos mercadorias do exterior do que no mesmo período do ano passado, uma queda de 12,7%.

Foram US$ 276 milhões no acumulado janeiro-outubro de 2020, contra US$ 315 milhões no ano passado.

A corrente financeira - soma de toda a movimentação de comércio exterior do município, as importações e exportações - registrou uma queda de 17,4% no ano, movimentando US$ 141 a menos que no mesmo período do ano passado.

Ao todo, Jaraguá do Sul movimentou neste ano US$ 669,75 milhões em operações de comércio exterior, contra uma movimentação de US$ 811 milhões no mesmo período do ano passado.

Os EUA seguem como o principal cliente de Jaraguá do Sul, apesar de uma queda de 31,9% nas exportações para o país, com US$ 75 milhões em compras dos EUA no acumulado do ano, contra US$ 110 milhões no mesmo período de 2019. O país responde sozinho por quase um quinto de todas as exportações Jaraguaenses.

O setor de bens de capital segue respondendo por 90% das exportações (US$ 353 Milhões), liderado por motores e geradores elétricos, com 69% das exportações.

Foram US$ 271 milhões em exportações destes maquinários, uma queda de US$ 73 milhões em comparação com o ano passado.

Em números

  • Exportações - US$ 393,76 Milhões (-20,6% Var. Jan-Out)
  • Importações - US$ 276 Milhões (-12,3% Var. Jan-Out)
  • Corrente - US$ 669,75 Milhões (-17,4% Var. Jan-Out)
  • Saldo - US$ 117,76 Milhões (Superavit Jan-Out)

Destaque

  • 4,8% - Part. nas Exportações - Estado
  • 4º lugar - Ranking de Exportações - Estado
  • 0,2% - Part. nas Exportações - Brasil
  • 97º - Ranking de Exportações - Brasil
  • 2,2% - Part. nas Importações - Estado
  • 9º - Ranking de Importações - Estado
  • 0,2% - Part. nas Importações - Brasil
  • 94º - Ranking de Importações - Brasil

 

Telegram Jaraguá do Sul