Jaraguá do Sul registrou uma alta de 13,48% nas exportações e uma queda de 12,16% nas importações em janeiro. Contudo, o município encerrou o mês com um déficit em sua balança comercial.

Foram US$ 31,49 milhões em produtos exportados no mês, contra US$ 35,67 em produtos importados, deixando o município com um saldo de US$ 4,18 milhões negativos na balança.

No mesmo mês do ano passado, eram US$ 27,75 milhões em exportações, US$ 40,61 milhões em importações e um saldo deficitário de US$ 12,86 milhões.

Com uma presença no comércio exterior liderada em peso pelo setor elétrico, que respondeu por US$ 26,33 milhões das exportações, ou 83,146% do montante, o município abriu o ano como o 5º maior exportador de Santa Catarina, respondendo por 4,2% de todas as exportações catarinenses.

Motores e geradores, sozinhos, responderam por 61% de todas as exportações no período. Além do setor elétrico, teve participação expressiva o setor de produtos alimentícios e bebidas, com US$ 2,29 milhões.

Nas importações, a distribuição foi menos concentrada, embora ainda liderada pelo setor elétrico, que respondeu por US$ 12,03 milhões - pouco mais de um terço do total.

Plásticos, com US$ 5,49 milhões, metais, com US$ 4,94 milhões, e tecidos e vestuário, com US$ 4,41 milhões vieram na sequência.

A Europa segue como o principal bloco comprador de produtos Jaraguaenses, com US$ 9,58 milhões vendidos ao bloco, um crescimento de US$ 3 milhões em comparação com janeiro passado.

Dentro do bloco, a França lidera, respondendo por 8% das exportações, em US$ 2,53 milhões - montante 654,3% maior que o registrado no ano passado, de US$ 335 mil.

O maior comprador, no entanto, foram os EUA, que sozinho responde por 15% das exportações no mês, em US$ 4,64 milhões, com aumento de 25,8% em comparação com o ano passado.

Já nas importações, o principal fornecedor de Jaraguá do Sul foi a China, respondendo sozinha por 39% das importações.

Foram US$ 13,78 milhões em produtos comprados do gigante asiático, em ampla liderança mesmo com uma retração de 4,7% nas vendas para Jaraguá do Sul.

O município foi o oitavo maior importador de Santa Catarina no primeiro mês do ano, respondendo por 2,4% das importações catarinenses.

No período, Santa Catarina importou US$ 1,497 bilhão, com alta de 0,8%, e exportou US$ 579,18 milhões, com queda de 3,43%. O Estado fechou o primeiro mês do ano em déficit de US$ 917,89 milhões.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul