Foto: Divulgação/Santur
Foto: Divulgação/Santur

A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e a Fecomércio de Santa Catarina divulgaram, nesta segunda-feira (22), um estudo de 56 páginas trazendo um cenário geral da economia catarinense e o do impacto da pandemia do coronavírus sobre a mesma, focando particularmente no setor turístico.

Segundo o estudo, excluindo os setores de supermercados e farmácias, as atividades comerciais de Santa Catarina registravam na data final do estudo, 23 de março, uma queda de 57% no faturamento em comparação com a média diária. No setor de turismo, a queda chegava a 83%.

O Impacto é sentido também no número de passageiros registrado na primeira quinzena de março de 2020: foram 516 mil passageiros no mês, contra quase 3 milhões no mesmo mês de 2019.

Atividades de turismo

O levantamento ressalta que, com um número estimado de 16,3 milhões de visitantes em 2019, o turismo ocupa posição de destaque na economia catarinense. O setor responde por 12% do PIB estadual e R$ 630 milhões em arrecadação de ICMS em 2019.

A movimentação econômica das atividades turísticas, entre 2018 e 2020, foi de aproximadamente R$ 33 bilhões, conforme apontado pelas duas entidades. O número considera ocupação hoteleira, visitação a atrativos e realização de feiras e eventos.

13 regiões turísticas

Além das cifras positivas, o estado tem a seu favor a imagem de qualidade e segurança dos produtos e destinos turísticos, reconhecida com inúmeros prêmios, como o título de “Melhor Estado Brasileiro para Viajar”, da revista Viagem e Turismo.

Santa Catarina conquistou o troféu 12 vezes. As 13 regiões turísticas abrigam perto de 400 atrativos de destaque e quase 3,5 mil pontos turísticos, conforme mapeamento realizado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam).

A característica transversal do turismo, que interage com mais de 50 atividades produtivas, explica porque a pandemia afetou de forma significativa centenas de pessoas, que repentinamente se confrontaram com um cenário de incertezas quanto a empregos e salários.

100 mil empresas vinculadas

Segundo registros da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc), são cerca de 100 mil empresas vinculadas ao turismo, com um perfil predominante de microempresas e microempreendedores individuais (MEI).

Outro dado relevante para o estado está relacionado à economia de eventos. Calcula-se que o segmento gere em torno de 15 mil postos de trabalho e R$ 1,5 bilhão em negócios por ano em Santa Catarina.

Embora a maioria seja eventos pequenos (85% do total), com movimentação média estimada em R$ 200 mil por ocasião, um grande evento movimenta em torno de R$ 15,3 milhões.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul