A gestora Hashdex, em parceria com a Nasdaq, inicia nesta segunda-feira (26) na B3 as negociações do primeiro ETF de criptoativos do Brasil, o Hashdex Nasdaq Crypto Index Fundo de Índice, que tem como referência o Nasdaq Crypto Index (NCI) e será negociado sob o ticker HASH11. As informações são da Forbes.

Os ETFs (Exchanged Traded Fund, na sigla em inglês) são fundos negociados em Bolsa - ou seja, fundos de investimento - que tem como referência para composição de sua carteira algum índice da Bolsa de Valores. Dentre as características dos ETFs, é importante destacar seu potencial de diversificação, a facilidade de negociação e a gestão passiva.

Segundo a revista, o fundo chegou a movimentar mais de R$ 615 milhões durante o período de reservas com os coordenadores antes da oferta, bem acima da projeção inicial de R$ 250 milhões, tornando-se o quinto maior ETF em renda variável da B3.

A liquidação da oferta foi realizada no último dia 22 e o valor de cada cota do fundo somou R$ 50, sendo R$ 47,02 por cota e R$ 2,98 de taxa de ingresso.

O fundo tem como política investir no mínimo de 95% em cotas do fundo de índice alvo ou em posições compradas no mercado futuro, de modo a refletir a performance do NCI.

A primeira emissão foi coordenada pela Genial, Banco Itaú e pelo BTG Pactual, com participação especial do BB Investimentos.

Além deles, estão autorizados para a negociação do fundo Necton, Safra Corretora, Vitreo, Tullet Prebon, MyCap Investimentos, Easynvest, Órama Investimentos, Mirae Asset Global Investments, Guide, e Ativa Investimentos.