Como parte de suas políticas de gestão de pessoas, voltadas à valorização do público interno, o Grupo Lunelli distribuiu um total de R$ 9,2 milhões entre os cerca de 4,2 mil colaboradores das 16 unidades que possui, referentes aos resultados do ano passado.

Parte deste montante, cerca de R$ 8 milhões, será pago nesta quinta-feira, dia 28. O valor é referente ao PCR ( Programa de Conquista de Resultados). Já no decorrer do ano de 2018, outro montante, no total de R$ 1,2 milhão, foi repassado mensalmente, através do Prêmio de Produção.

As iniciativas, de acordo com a diretora administrativa financeira do grupo, Viviane Lunelli, são baseadas em indicadores e metas pré-determinadas e despertam o senso de comprometimento e de motivação na equipe. “O resultado é uma conquista de todos. Nós acreditamos que se a empresa está alcançando bons resultados, isso é fruto do esforço de cada um. E nada mais justo que compartilhar esse ganho”, comenta.

Para os colaboradores,  é um reforço na renda e a oportunidade de realizar sonhos. Já para as cidades onde o grupo atua, é uma injeção na economia local, impactando diretamente diversos setores,  como o comércio, por exemplo. “Muitos colaboradores relatam que vão fazer uma viagem, comprar um móvel para a casa ou investir no bem estar da família, graças a esse valor extra. Então esse dinheiro movimenta a economia como um todo”, destaca. 

O valor distribuído, através do PCR, ou do Prêmio de Produção, é acompanhado, mensalmente, através de um programa formal que envolve indicadores como faturamento, ciclo financeiro, produtividade e qualidade. “Os indicadores são direcionados de acordo com as especificidades de cada setor”, acrescenta.

O grupo Lunelli registrou um crescimento , de receita,  de cerca de 10% em 2018, em comparação ao ano de 2017.  Os números reiteram a solidez e a sustentabilidade da corporação, detentora das marcas Lunender, Lez a Lez, Hangar 33, Alakazoo e Lunelli. O grupo vive um momento de expansão, com previsão de crescimento e de abertura de  novas lojas, em 2019.

Quer receber as notícias no WhatsApp?