O Governo de Santa Catarina passará a contar com um representante no Grupo de Trabalho do Governo Federal que estuda as alternativas para o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo.

A confirmação foi dada pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, durante uma audiência com a governadora Daniela Reinehr, em Brasília, na tarde desta segunda-feira, 26. Ao lado do deputado federal Daniel Freitas, o ministro e a chefe do Executivo estadual debateram as possibilidades para a questão do carvão mineral no Sul catarinense.

Segundo a governadora, além de garantir a manutenção das atividades do complexo no momento, faz-se necessário o aprofundamento dos estudos para uma nova matriz econômica para a região.

“Além de todo o esforço dos parlamentares e da atenção que Ministério de Minas e Energia tem dado ao Sul de Santa Catarina, viemos fazer essa solicitação de que o Governo do Estado tenha esse representante no grupo de trabalho. Queremos ter uma participação mais efetiva na resolução de toda essa temática que envolve a geração de energia por carvão”, afirmou Daniela Reinehr, após o encontro.

O ministro Bento Albuquerque garantiu que o assunto tem sido tratado com toda a responsabilidade necessária no âmbito do Governo Federal. As deliberações do grupo de trabalho devem ser apresentadas até o mês de junho.

Além do grupo de trabalho na esfera federal, o Governo do Estado e a cadeia produtiva também montaram uma comissão para tratar da situação do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda.

A audiência desta segunda-feira foi acompanhada pelo secretário de Articulação Nacional, Jorge Davi.