Governo assina protocolo de intenções com duas empresas interessadas em ampliar investimentos em SC

Foto: Eduardo Valente/Secom-SC/Divulgação

Por: Claudio Costa

08/03/2024 - 10:03 - Atualizada em: 08/03/2024 - 10:51

O governador Jorginho Mello assinou, nesta quinta-feira (7), dois protocolos de intenção de empresas interessadas em aumentar os investimentos no estado.

A ABB Woods, que faz parte do grupo Archimbaud, pretende ampliar o parque industrial na cidade de Santa Cecília. Já a PCN – Papel e Celulose pretende expandir as instalações em Lebon Régis.

“Que a gente possa expandir as nossas empresas, a gente possa atrair empresas de fora para vir para cá, para gerar emprego e para gerar desenvolvimento regional. Então é para isso que serve o governo, é para isso que nós estamos firmes e fortes aqui trabalhando para gerar emprego. Enfim, é o Estado ajudando a complementar aquilo que as empresas precisam pra gerar emprego e posteriormente pagar tributos”, disse o governador

A ABB Woods, que faz parte do grupo Archimbaud representante da indústria madeireira francesa. É especialista na transformação de cavacos, serragem e cascas em pellets de madeira.

A empresa é uma das mais avançadas tecnologicamente, além de ser a maior serraria com foco em paletes serrados do país.

O grupo quer investir R$ 250 milhões para aumentar o parque industrial da cidade de Santa Cecília, no prazo de 24 meses.

A previsão é de que sejam gerados 350 empregos diretos e 300 empregos indiretos e um incremento de arrecadação de ICMS de R$ 7 milhões em 2 anos.

Recentemente a empresa firmou contrato para venda dos produtos para outra companhia da França e estar em Santa Catarina foi fundamental para o negócio ser viabilizado.

“Se não tivesse o apoio do Governo do Estado para essa expansão não conseguiria fazer o contrato com a empresa francesa que vai comprar os paletes”, disse o sócio-proprietário da empresa Karam Bakhshi

“O Governo do Estado vai financiar uma parte de uma linha de transmissão da Celesc com recursos do Estado de Santa Catarina (R$5,3 milhões) e a Celesc vai fazer a obra. Assim, como também uma parceria com a prefeitura na ordem de 5 milhões de reais onde a prefeitura vai fazer uma obra de infraestrutura viária”, disse o secretário de Estado da Fazenda, Cleverson Siewert, lembrando que também haverá incentivos ficais como Prodec e Pro Emprego.

Já a PCN – Papel e Celulose é uma indústria catarinense especializada em caixas de papelão ondulado, que abastecem a indústria de alimentos e bebidas e o comércio em geral.

O grupo quer ampliar o parque industrial no município de Lebon Régis e para isso pretende investir R$ 585 milhões ao longo de três anos.

A estimativa é de que geração de 700 empregos diretos e mil indiretos. Com isso é esperado um aumento na arrecadação do ICMS de aproximadamente R$ 40 milhões ao final de um ano de operação.

“Nós já temos o mercado, vamos exportar uma quantidade desse papel, estamos fazendo uma parceria com uma empresa chinesa pra aumentar a tecnologia da reciclagem. Nós precisávamos dessa subestação pra nós não saímos de Santa Catarina”, disse o diretor-presidente da companhia Deoclides Comachio.

A empresa pede apoio do Governo do Estado por meio da Celesc para a construção e implantação de uma linha de distribuição, além de melhorias na subestação de Lebon Régis.

“O Governo do Estado então vai subsidiar uma linha de transmissão em parceira com a Celesc – dinheiro do governo, execução da Celesc – na ordem de R$ 40 milhões. Tenho certeza de que são investimentos super representativos, que vão trazer movimentação econômica, geração de emprego e renda e prosperidade para toda região”, concluiu Cleverson Siewert

Prefeituras

Os prefeitos das duas cidades participaram do ato e lembraram que a região ainda tem um baixo desenvolvimento econômico e a presença do Governo deve fazer a diferença.

“Quero agradecer por todos esse investimento no nosso município. Nós só vamos sair dessa dificuldade se tiver o apoio do governo para levar empresas para lá”, disse a prefeita de Santa Cecília, Alessandra Aparecida Garcia.

“É uma cidade que precisava tanto desse investimento. Para gente ver o desenvolvimento na nossa região a gente precisa desses investimentos. Hoje é um marco histórico de uma grande mudança da nossa região”, comemorou o prefeito de Lebon Regis, Douglas Fernando de Mello.

Também estiveram presentes o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Silvio Dreveck, o diretor-presidente da SCPar, Renato Lacerda e o deputado estadual Nilso Berlanda.