O governo do Estado, a Prefeitura e a Casan anunciaram nesta terça-feira (18) duas obras de sistema de esgotamento sanitário para Florianópolis. Em ato realizado na Prefeitura Municipal, foi assinada a Ordem de Serviço para início da obra de duplicação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Insular e foi lançado o Edital do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) Saco Grande, que contempla a implantação de redes e a construção de uma nova estação de tratamento para os bairros da região. As duas obras somam um investimento de R$ 190,7 milhões para beneficiar 18 bairros da Capital.

A ETE Insular – localizada ao lado do Terminal Rita Maria – vai passar da atual capacidade de 275 litros/segundo para tratar 612 litros/segundo. O sistema de tratamento que hoje é de lodo ativado passará a ser biológico.

O principal benefício da obra, porém, será permitir a ligação dos imóveis da Bacia do Itacorubi que hoje já tem 52 quilômetros de rede assentadas, mas que estão fora de operação, pois aguardam justamente a ampliação da unidade de tratamento.

Processo semelhante ocorrerá com o SES Saco Grande, pois além de levar sistema de coleta e tratamento aos bairros João Paulo e Monte Verde vai permitir que sejam interligadas as redes já assentadas nos bairros Cacupé, Sambaqui e Santo Antônio de Lisboa, onde 12 quilômetros já foram implantados.

“O trabalho em conjunto entre Prefeitura, Governo e Casan nos proporciona planejar e investir na manutenção e definição de novos investimentos na área de esgotamento sanitário. Quem ganha com essa parceria é a sociedade”, acrescenta o Prefeito Gean Loureiro.

O investimento com mais estas duas obras chega a R$ 417,1 milhões no quinquênio, elevando para 72% a cobertura de esgoto na Capital com 10 obras, incluindo a despoluição da Beira-Mar Norte.

 

Resumo das Obras

SES Insular/Itacorubi

Ato: Ordem de serviço

Investimento: R$ 94.663.085,48

 

Bairros atendidos (12)

- Itacorubi, Parque São Jorge, Jardim Anchieta, Córrego Grande e Pantanal já têm rede: agora o esgoto desta região terá um destino final. Um emissário de 5,5 quilômetros transportará o esgoto coletado nesta região até a ETE Insular.

- Também serão assentados 12 kms de rede no José Mendes e Morro da Lagoa.

- Centro, Trindade, Agronômica, Saco dos Limões e Costeira serão beneficiados com a ampliação da ETE (prevendo o crescimento vegetativo da população) e com a modernização no sistema de tratamento.

SES Saco Grande – R$ 96,1 milhões

Ato: Lançamento de edital

Investimento - Novo Edital R$ 87,8 milhões (valor estimado/orçado) e rede no Cacupé/Sto Antonio/Sambaqui: R$ 8,3 milhões (já implantada). TOTAL: R$ 96,1 milhões

Bairros atendidos (6)

- Além da ETE, o projeto prevê a instalação de rede nos bairros João Paulo, Saco Grande e Monte Verde.

- A nova ETE vai receber o esgoto coletado nos bairros Cacupé, Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui: os três já têm 12 quilômetros de rede implantada entre 2008-2010, mas não está em operação

Investimentos esgoto em Florianópolis até 2020

Total: R$ 417,1 milhões

SES ETE Insular/Itacorubi – R$ 94,6 milhões

SES Saco Grande – R$ 96,1 milhões

SES Ingleses/Santinho – R$ 84 milhões

SES Sul da Ilha/ETE Rio Tavares – R$ 65,5 milhões

SES Lagoinha – R$ 4,5 milhões

SES Continental – R$ 20,5 milhões

SES Jurerê Tradicional – R$ 18,1 milhões

SES Maciço Morro da Cruz – R$ 8,7 milhões

ETE Canasvieiras/ampliação – R$ 8,1 milhões

Balneabilidade Beira-Mar Norte - R$ 17 milhões

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?