Florianópolis assumiu o topo do ranking das capitais com abertura de empresas mais rápida do Brasil, seguida por Goiânia (20 horas) e Brasília (1 dia e 2 horas), como mostra o Mapa de Empresas do Ministério da Economia.

Com o lançamento do programa Floripa Simples, que integra digitalmente todos os processos, já é possível abrir um negócio na categoria de baixo risco em 4 horas na capital catarinense. O tempo médio do país no segundo quadrimestre de 2020 foi de 2 dias e 21 horas.

O serviço foi lançado em parceria pelo Município de Florianópolis com a Junta Comercial de Santa Catarina (JUCESC), Sebrae SC e a Softplan, empresa especializada em soluções corporativas para administração pública que desenvolveu o sistema para a integração.

Modo digital

Agora, para abrir uma empresa, o empreendedor faz tudo de forma digital: primeiro, é preciso realizar uma consulta de viabilidade na Junta Comercial, que já está integrada com o sistema da Prefeitura e verifica as informações sobre a viabilidade de abertura para o endereço requerido.

Com o parecer favorável, inicia-se o processo de registro da empresa no site da Junta Comercial. Os dados também são todos integrados e enviados automaticamente para as demais instituições envolvidas (Prefeitura, Bombeiros e órgãos de Meio Ambiente). Cada instituição valida as informações e as relaciona com os requisitos de cada CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas), que determina quais atividades são exercidas pela empresa, tudo de forma automática.

Quatro horas

Se a documentação estiver em conformidade, em até quatro horas o registro é oficializado e o empreendedor recebe o CNPJ da empresa e autorização para emissão de NF. Todo este processo é para CNAEs de baixo risco, e que estejam autorizadas no Plano Diretor a viabilidade para instalação no endereço informado. O empreendedor recebe notificações das etapas por e-mail, o que anteriormente era feito presencialmente.

Tecnologia contra burocracia

A tecnologia foi uma peça fundamental para a cidade dar um passo importante e vencer um dos maiores desafios para empreendedores brasileiros: a burocracia. Segundo uma pesquisa da Endeavor, este é o maior obstáculo para um em cada cinco empreendedores no Brasil. A necessidade de diversos documentos, formulários e tempo para buscar licitações em órgãos governamentais pode acabar desanimando muita gente de regularizar ou até começar seu próprio negócio.

Desde o dia 13 de agosto, quando o Floripa Simples foi lançado, já foram solicitados o registro de abertura de 385 empresas e 899 pedidos de viabilidade para instalação.

--

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp