A Transfeera é uma fintech de Joinville que atua desde 2017 automatizando a rotina de pagamentos de empresas para diferentes fornecedores, gerando economia e desburocratizando as transações entre bancos.

Desde a sua fundação a empresa já movimentou mais de R$ 1 bilhão, sendo mais de R$ 40 milhões por mês em novos pagamentos.

A empresa possui mais de 150 clientes, que vão desde startups a grandes companhias, como Unilever, Kimberly-Clark, EBANX, iFood, Rappi e Vakinha.

A startup nasceu da vontade de simplificar transações de TED e DOC entre diferentes bancos e recebeu seu primeiro investimento em uma rodada do EBANX com o Curitiba Angels. Ao todo, foram R$ 570 mil em aportes.

“Conseguimos identificar um problema entre as transações de pagamentos das grandes organizações. As empresas perdiam dinheiro com as taxas e o tempo entre transferências. Percebemos que era possível transformar essa rotina, deixando mais simples e tudo interconectado”, explica Guilherme Verdasca, CEO da Transfeera.

A partir do problema inicial a empresa percebeu a possibilidade de expandir sua atuação. Hoje a Transfeera também possui um serviço de validação bancária, que verifica a autenticidade dos dados de consumidores para proporcionar maior segurança para as transações financeiras.

“Atuamos principalmente em duas frentes, a solução de payout e a validação bancária por meio de API. Continuamos em processo de inovação, queremos promover automação para diferentes etapas do processo financeiro”, compartilha Guilherme.

Fintechs no Brasil

No Brasil o mercado das fintechs está em ascensão. Ano passado, dos cinco unicórnios anunciados, três eram fintechs (Nubank, PagSeguro e Stone). O país conta com mais de 600 startups dedicadas ao mercado financeiro, segundo o último Radar Fintechs.

Atualmente a startup cresce 18% ao mês e sua projeção é crescer 150% até o fim do ano. Desde a fundação, os empreendedores passaram por diversos programas, como o de capacitação Startup SC, a aceleradora InovAtiva Brasil, pela incubadora Softville e, no momento, fazem parte da turma da segunda edição do programa de aceleração Visa 2019.

A empresa está localizada no Centro de Desenvolvimento de Tecnologia de Joinville (CDTEC) e possui 13 colaboradores.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger