Indústrias de pequeno porte de Santa Catarina têm a oportunidade de obter crédito de R$ 20 mil a R$ 80 mil para capital de giro, sem a necessidade de o empreendedor apresentar garantia real.

As taxas de juros variam de 5,5% a 6,5% mais a variação da taxa Selic, com carência de 12 a 18 meses, e com prazos de 30 a 36 meses para o pagamento do financiamento, conforme as regras estabelecidas pelo BRDE.

A iniciativa é da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) em parceria com o BRDE.

Para que não seja necessário dispor de garantia para o empréstimo, a empresa deve ser indicada por uma companhia da qual seja fornecedora (empresa âncora) ou pelo sindicato que representa a sua categoria.

É importante ressaltar que não há comprometimento financeiro de quem faz a indicação.

Para solicitar o financiamento, a empresa precisa cumprir alguns requisitos, entre eles, faturamento em 2019 (se a solicitação ocorrer até 30/abril.

Após essa data, deverá ser considerado o faturamento de 2020) superior a R$ 100 mil, regularidade cadastral aplicável a todas as empresas (CNPJ da empresa solicitante e CPF dos sócios com mais de 10% de participação), mais de dois anos de constituição, situação regular e sem registro de débitos pendentes no Sistema de Informações de Crédito do Bacen, situação regular no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) do Bacen e não constar pedido de falência ou recuperação judicial nas bases de dados do Serasa.

Microempreendedores individuais não estão contemplados no convênio.

O pedido de empréstimo é feito de forma on-line. O empreendedor deve acessar a plataforma e preencher os dados solicitados.

Por este endereço é possível fazer simulações.