As principais linhas de crédito disponíveis para micro e pequenas indústrias foram apresentadas em reunião da Câmara da Micro e Pequena Indústria da Fiesc, nesta quarta-feira, dia 19.

A consultora da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Maria Aparecida Bogado, destacou opções como: Pronampe; BNDES Crédito para Pequenas Empresas; BNDES Finame Materiais (focada em construção civil); BNDES Finame Máquinas 4.0 (fomenta a indústria 4.0); BNDES Finame Baixo Carbono e Finep Inovacred 4.0 (financia tecnologias avançadas).

Para escolher a melhor opção de crédito, a indústria conta com o Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC) que ajuda empresas de todos os portes a encontrarem, de forma simples, as linhas ideais para aprimorar o seu negócio. A iniciativa é da CNI e das federações estaduais de indústria. Clique aqui e saiba mais

Outro tema abordado na reunião foi o uso do regime aduaneiro Drawback, que desonera tributos na importação ou aquisição no mercado interno de bens que serão industrializados e exportados. Alessandra Matos, analista de políticas e indústria da CNI, destacou que o regime também fomenta as exportações, é uma ferramenta de política de comércio exterior e amplia a competitividade das empresas no comércio internacional.

O presidente da Câmara, Célio Bayer, observou que os temas do encontro são de suma importância. No caso do crédito, ele ressaltou que existem diversas linhas que estão disponíveis e que podem ajudar a fomentar os negócios. Ele também chamou a atenção para o trabalho de internacionalização de micro e pequenas indústrias feito pela Câmara de Comércio Exterior da entidade.